InícioHistórias FelizesEste cachorro esperou quatro anos para reencontrar sua família

Este cachorro esperou quatro anos para reencontrar sua família

Um cachorro esperou quatro anos até reencontrar a família, mas a história não termina aí.

A lealdade canina é um conceito firmado no pensamento humano. Extremamente versáteis, os cachorros acompanham os humanos há milênios, desempenhando as mais diversas funções, e sempre se destacam pela fidelidade e constância. Um exemplo disso é este cão tailandês, que esperou quatro anos para rever a família.

Por um descuido, este cachorro foi deixado acidentalmente para trás pelos tutores. Durante um deslocamento, ele acabou sendo deixado na beira de uma estrada. O peludo permaneceu no mesmo local por quatro longos anos, esperando pacientemente pelo retorno da família.

Leo, o cachorro paciente

A lealdade deste cachorro foi posta à prova em Mueang, um distrito da Província de Phang Nga, às margens do mar de Andaman, no sul da Tailândia. Os moradores do local acreditavam que ele havia sido abandonado.

cachorro-esperou-quatro-anos-pela-familia

Como se tratava de um animal muito dócil, todos brincavam com ele. Os locais passaram a chamar o cachorro de Leo. Uma das vizinhas, Saowalak Pinnuchavet, uma mulher de 45 anos, tomou para si a responsabilidade de alimentar o peludo, que sempre se recusava a deixar a beira da estrada.

Saowalak tentou várias vezes levar Leo para casa. Em todas as tentativas, o cachorro escapou – inclusive escalando um muro alto – e sempre era encontrado no mesmo trecho da estrada. Ele não queria se afastar dos vizinhos, mas precisava estar naquele local, por um motivo desconhecido.

A tailandesa, por fim, desistiu de adotar o cachorro. Ela ia à estrada todos os dias, durante quatro anos, para deixar comida e água fresca para Leo. O animal agradecia com festas e agrados, mas aparentemente parecia estar imantado à estrada.

cachorro-esperou-quatro-anos-pela-familia

O longo tempo de espera, sem que os moradores locais conseguissem descobrir o motivo, acabaram levando Leo às redes sociais. Alguns internautas fotografaram o cachorro à beira da estrada e as imagens do peludo começaram a viralizar nas redes sociais.

Era possível ver Leo, sempre no mesmo lugar, em qualquer condição climática. Ele continuava esperando, na chuva ou no sol. Alguns vídeos mostram Saowalak alimentando o peludo, enquanto outros moradores brincam e tentavam distraí-lo.

Nas imagens, pode-se comprovar que Leo é um cachorro manso e amigável. Ele sempre parecia grato pelos cuidados dispensados e mostrava-se alegre quando os amigos se aproximavam. A única coisa que ele não queria era deixar a beira da estrada.

cachorro-esperou-quatro-anos-pela-familia

Os posts se espalharam. De compartilhamento em compartilhamento, as imagens acabaram chegando à antiga tutora de Leo. Ela entrou em contato com diversos internautas, até descobrir o paradeiro do cachorro.

A tutora do cachorro disse ter perdido um animal muito parecido com o das fotos, naquele mesmo local, quatro anos antes. Ele se chamava Bon Bong, mas a família nunca conseguiu encontrá-lo, desde que deixou a região.

Mais tarde, Noi Sittisarn, o tutor, contou toda a história. Bon Bong havia saltado da caminhonete da família e desapareceu. Foram feitos muitos esforços, mas o cachorro parecia ter evaporado. Os familiares retornaram ao mesmo ponto da estrada na esperança de avistá-lo, sem sucesso.

cachorro-esperou-quatro-anos-pela-familia

É provável que a antiga família tenha exagerado um pouco ao contar a história. Os moradores locais insistem em que Leo sempre retornava à beira da estrada. Portanto, é mais possível que os tutores tenham tentado localizá-lo uma ou duas vezes, desistindo logo depois.

Finalmente, o reencontro tão esperado aconteceu. Depois de quatro anos, Leo (ou Bon Bong) finalmente reviu os familiares. Todos estavam extremamente empolgados com a reunião e o peludo não escondia a satisfação.

Surpreendentemente, Leo não se mostrou disposto a ir para a nova casa dos tutores. Ele festejou com todos, lambeu, beijou e abraçou a família inteira. Mas acabou dando outra mostra de lealdade e afeição.

Quando os tutores de Bon Bong se dispunham a ir embora, o cachorro se colocou ao lado de Saowalak. Ele demonstrou claramente que preferia ficar com a benfeitora, que o alimentou durante todos os quatro anos. E Leo permaneceu na estrada – agora, com alguns períodos cada vez mais longos na casa de Saowalak. A decisão de Leo chocou, mas foi respeitada.

Talvez Leo não quisesse a casa e as brincadeiras que tinha tido anteriormente. Ele queria a família, queria ver que todos estavam bem, com saúde e fora de perigo. O tempo passou, novas amizades surgiram. No momento de decidir, ele escolheu Saowalak. Noi Sittisarn acatou a decisão do cachorro.

Amaury Almeida Costa
Amaury de Almeida Costa ([email protected]) é redator publicitário há mais de 30 anos. Escreve para diversos blogs desde 2008. Presente nas redes sociais desde a época do Orkut, foi editor da revista Animanews, sucesso editorial do final dos anos 1990, que trazia informações sobre pets – além de cães, gatos e aves, trazia informações sobre répteis, anfíbios, peixes e invertebrados de estimação.
RELACIONADOS

Últimas Publicações