Jovem carrega seu cachorro nas costas enquanto limpa carros nas ruas para sobreviver

Ele limpa carros nas ruas, mas garante o bem-estar do cachorro levando-o nas costas.

Mais um vídeo está viralizando nas redes sociais. Desta vez, no Tik Tok. Uma motorista deparou-se com uma cena comovente: um homem tenta garantir o sustento limpando para-brisas de carros nos cruzamentos, mas faz questão de garantir a segurança e o bem-estar do cachorro: ele carrega o peludo nas costas.

O personagem não identificado do vídeo é um exemplo para todos os tutores de animais: não importam as condições, é importante garantir que os pets estejam contentes e confortáveis. Afinal, eles pedem muito pouco e nos preenchem de amor, lealdade e fidelidade.

dono-carrega-cachorro-nas-costas-enquanto-tenta-sobreviver-nas-ruas

O vídeo

As cenas realmente atraentes foram registradas no final de dezembro de 2021, pela internauta @Ximenacb64, que estava transitando pelo distrito de La Molina, na Província de Lima, região central do Peru.

A usuária postou o vídeo com a legenda: “Você não ver nada tão terno hoje” e usou, como trilha sonora, a música “You’ve Got a Friend in Me”, de Randy Newman, que faz parte da trilha sonora do desenho “Toy Story 4”.

Até o momento – apenas uma semana desde a postagem, o vídeo foi curtido por quase 40 mil pessoas e recebeu sete mil comentários. Alguns internautas, desconfiados, afirmaram que deve se tratar de um novo truque para conseguir donativos.

Jovem carrega seu cachorro nas costas enquanto limpa carros nas ruas para sobreviver

A maioria, no entanto, entendeu a atitude do tutor anônimo como um gesto de carinho e cuidado. A autora das imagens chegou a especular que o cachorrinho poderia ser um animal sem teto, agora abrigado pelo limpador de para-brisas. Os dois fazem companhia um para o outro.

No vídeo de menos de um minuto, é possível observar o ambulante exercendo uma função bastante conhecida também nas ruas brasileiras. Munido com uma garrafa de água e sabão e um rodinho, ele circula entre os carros retidos nos semáforos.

O homem oferece um serviço: limpar os para-brisas em troca de algumas moedas. Muitos motoristas consideram a atividade irritante, mesmo porque muitos lavadores despejam a água na vidraça antes mesmo de perguntar se podem fazer a limpeza.

Jovem carrega seu cachorro nas costas enquanto limpa carros nas ruas para sobreviver

Por outro lado, é preciso considerar que, com o desemprego e o subemprego atingindo níveis alarmantes, é cada vez maior o número de cidadãos que tentam encontrar formas de sobrevivência: limpando para-brisas, vendendo balas e bugigangas, etc.

A diferença deste limpador do Peru é que ele desenvolve o seu ofício carregando um cachorro vira-lata marrom e branco nas costas. O animal parece estar se sentindo seguro e confortável, apoiando as patas dianteiras nos ombros do tutor e observando a paisagem ao redor.

O cachorrinho está apoiado no que parece ser o capuz de um blusão. Não se sabe se o tutor acreditou ser um bom chamariz ou se ele apenas não quer deixar o peludo solto na calçada, sofrendo riscos de acidentes e maus tratos.

Mesmo que a exposição do cachorro seja apenas uma forma de chamar a atenção dos passantes – motoristas e pedestres –, a segurança com que a dupla transita nos informa de que eles são íntimos e o cachorro confia no homem.

Jovem carrega seu cachorro nas costas enquanto limpa carros nas ruas para sobreviver

Caso seja apenas uma forma de publicidade, é necessário admitir que o homem encontrou um jeito bastante criativo de agradar os clientes. O cãozinho de pequeno porte, aconchegado nas costas do tutor, transmite uma sensação de confiança.

A propaganda é uma atividade presente em todos os segmentos da indústria, comércio e serviços. Em alguns casos, as peças criadas podem ser repugnantes, mas, em outros, elas alcançam o estado de arte.

No caso do limpador de para-brisas do Peru, o cachorrinho atrai os olhares e predispõe a acolher com mais simpatia (ou, pelo menos, com menos raiva) a abordagem do lavador. O peludo está se sentindo bem, não sofre riscos de queda e está próximo ao tutor.

A atitude do nosso colega peruano, fazendo o possível para sobreviver por mais um dia, deve ser respeitada e valorizada. Ele está ganhando o pão de cada dia, sem prejudicar ninguém. Enquanto isso, o cachorro ganha uma carona e não fica esquecido em um canto qualquer.

Este peludo teve a sorte de encontrar alguém que se preocupa com ele. Não se sabe onde o homem mora, mas a alternativa, a levar o cachorro para o trabalho, seria deixá-lo solitário por muitas horas e nós sabemos que os cães, especialmente os de pequeno porte, não gostam de ficar sozinhos. Nem devem ficar.

Postagens Relacionadas