Cachorra resgatada celebra seu aniversário com bolo especial

Por: em

Ela vivia nas ruas e perdeu um olho, mas a cachorra foi resgatada e agora tem direito a uma boa vida. 

Luna é uma cachorra que vivia nas ruas. Ela quase foi atropelada e, não se sabe como, teve o olho esquerdo esmagado, que precisou ser retirado cirurgicamente. O final feliz desta história é que Luna foi resgatada, tratada e acolhida em uma nova família. Agora, a cachorra tem uma boa vida, com direito inclusive a bolo nas festas de aniversário que a tutora não se esquece de organizar. 

Seguir Cães Online no Facebook

Uma vida cheia de amor, carinho e atenção, ao lado da tutora e dos irmãos de quatro patas, é o que o destino reservava para Luna. Infelizmente, ela teve de passar por maus bocados até conseguir receber o que qualquer animal de estimação merece. 

Cachorra resgatada celebra seu aniversário com bolo especial
Luna dando a primeira mordida em seu bolo.

Resgate e adoção 

Gabriela Ochoa já dividia a casa com alguns cães. Um deles é portador de deficiência física: Rayito foi atacado por outro cachorro e acabou perdendo parte do focinho e do maxilar. Foi Gabriela quem se dispôs a receber Luna, depois que ela se recuperou dos maus tratos que conheceu nas ruas. 

Uma equipe de resgate foi chamada para atender ao caso de uma cachorra que estava perambulando pelas ruas. Aparentemente, ela não tinha família, e sempre se arriscava entre os carros que passavam. 

Um atropelamento, nessas condições, era mais do que provável. No momento em que a cachorra foi encontrada, ela vagava pela rua, em meio aos automóveis. A equipe percebeu que o animal não enxergava bem. 

A cachorra foi levada para avaliação veterinária. Na clínica, o especialista constatou que Luna tinha o olho esquerdo esmagado. É muito provável que ela tenha se acidentado, mas não se descarta a hipótese de ter se envolvido em uma briga com outro animal de rua. 

Cachorra resgatada celebra seu aniversário com bolo especial
Luna e seus adoráveis amigos.

Não era apenas o olho vazado e muito inflamado que despertava a atenção médica. Luna estava desnutrida, com as costelas saltando embaixo da pele. Além disso, ela estava infestada por parasitas e sofria com infecções e precisou ser medicada com antibióticos. 

O acolhimento 

Na clínica em que Luna foi socorrida, funciona também um serviço de banho e tosa. Gabriela Ochoa estava no local no momento da recepção da cachorra, com alguns dos seus cachorros. A jovem se condoeu com a situação de Luna. 

Afinal, a cachorra precisava de um local seguro, confortável e amoroso para poder recuperar a saúde. Gabriela, mesmo convivendo com outros cinco peludos (incluindo Rayito, que tem o rosto desfigurado), decidiu cuidar também de Luna. 

Depois do atendimento de emergência, Luna foi para casa com Gabriela. A tutora levou-a para se consultar com um oftalmologista veterinário, que constatou estar tudo bem com o olho direito. A cachorra, com o tratamento, tornou-se um animal muito simpático, que está sempre “piscando o olho”. 

Luna precisa de colírios e pomadas, porque sofre de catarata – talvez a deficiência visual tenha sido o motivo por que a cachorra caminhou entre os carros, arriscando a própria vida. Gabriela teve de ensinar a cachorra a encontrar a comida, a água e os brinquedos. 

A tutora se dispôs inclusive a fortalecer a confiança de Luna, apoiando-a nos primeiros dias, para que ela aprendesse a se movimentar na casa nova, sem riscos de esbarrar em móveis e utensílios. A terapia, claro, estava sempre envolvida com muito amor. 

E provavelmente foi essa dose de amor que permitiu a Luna adaptar-se rapidamente ao novo lar. Com a recuperação em tempo recorde, a cachorra consegue brincar livremente com os irmãos. A tutora faz questão de tratá-los de forma igualitária. 

Na festa de aniversário de Rayito, Gabriela preparou uma grande festa para a família. Os seis cachorros se reuniram em torno de um grande bolo, com direito a velinha e tudo. O aniversariante ganhou presentes e ouviu o coro dos irmãos de quatro patas, entoando o “Parabéns a Você” em muitos latidos. 

Todos estavam felizes e animados. Gabriela colocou Rayito em posição de destaque, acendeu a vela e puxou a música comemorativa. Enquanto os participantes ainda cantavam, contudo, Luna não resistiu: ela lambeu a cobertura do bolo, “estragando” a decoração. Mas, pensando bem, que criança não faria isso? 

O importante é que a família que comemora aniversários unida, permanece unida. Na casa de Gabriela e sua matilha, não falta animação, brincadeira, bagunça e muito amor. As festas são realizadas em datas aleatórias, porque todos os peludos foram resgatados do abandono. 

O importante é celebrar, certamente. Nós esperamos que Luna, Rayito, Gabriela e todos os membros da família possam comemorar os aniversários e outras datas importantes por muito tempo. Que eles tenham muitos anos de vida! 

Fotos: Facebook/La Manada de Rayito

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News