Cachorro idoso vai à cerca todos os dias para receber uma deliciosa massagem do cachorrinho vizinho

Por: em

Dois cachorros mostram que a amizade independe da idade e que nem mesmo uma cerca separa o carinho que existe entre eles.

Nada melhor do que uma massagem relaxante depois de um dia corrido e estressante: ela é capaz de realizar maravilhas no corpo e na mente. Mas o que a massagem tem a ver com a amizade destes dois cachorros vizinhos? É o que vamos descobrir mais à frente. 

Seguir Cães Online no Facebook

Dois cachorros se conheceram até a cerca que divide os terrenos das duas casas e logo ficaram amigos. Eles não perdem a oportunidade de bater um papinho, sempre que saem de casa. Esta é a história de Beau e Rocco. 

Os cachorros 

Beau é um cachorro da raça staffordshire bull terrier – um heroico descendente dos bull and terriers britânicos, desenvolvidos para os chamados “esportes sangrentos” – as lutas entre animais, populares nas Ilhas Britânicas nos séculos 17 e 18. 

Ao contrário dos seus ancestrais, no entanto, Beau adora passear e socializar com humanos e cachorros. Ele passa a maior parte do tempo brincando ou cochilando em casa, ao lado da tutora Kayleigh Burrowes. Eles vivem em Glasgow, a cidade mais populosa da Escócia. 

cachorro-senior-faz-amizade-com-o-cachorro-vizinho

Ela tinha um ano de idade e uma vida perfeitamente estruturada, quando chegaram novidades do lado de lá da cerca. Vários cachorros viviam na casa vizinha, e Beau se tornou um amigo especial de um deles. 

A tutora faz questão de dizer que Beau é um cachorro extremamente simpático e brinca com todos os cães que encontra, mas ele desenvolveu laços especiais de afeto com Rocco, um idoso que mora do outro lado do muro do quintal. 

Há diferenças perceptíveis entre os dois animais. Enquanto Beau ainda não havia atingido a idade adulta, Rocco já tinha ultrapassado a casa dos dez anos. Além disso, o staffbull é bem maior do que o vizinho. Mesmo assim, eles poderiam passar o tempo todo juntos sem nenhum problema. 

cachorro-senior-faz-amizade-com-o-cachorro-vizinho

Rocco era especialmente ligado a Jack, outro cão que vivia na casa vizinha. Mas Jack morreu de velhice, pouco tempo antes. Jack era mais expansivo, enquanto Rocco prefere ser mais seletivo nas amizades.

Com a ausência de Jack, o interesse e a atenção de Rocco se voltaram principalmente para Beau, o cachorro vizinho. Os dois chegaram a estabelecer um ritual diário, em que se encontram na divisa dos terrenos. É provável que a energia do staffbull tenha contagiado o novo amigo, porque Rocco passou a demonstrar mais vitalidade e agitação.

cachorro-senior-faz-amizade-com-o-cachorro-vizinho

A massagem

Certo dia, Kayleigh estava descansando, sentada na sala de estar, observando calmamente o pátio. Como é usual, a porta estava aberta e Beau estava “conversando” com Rocco através da cerca. Mas, observando melhor, Kayleigh não conseguiu acreditar no que estava vendo.

Observando através da porta, a tutora viu que Rocco estava fazendo massagem em Beau. Em entrevista à reportagem local, Kayleigh disse ter acreditado por um instante que os seus olhos estavam pregando peças.

Mas ali estavam os dois cachorros, a poucos metros de distância. Rocco deslizava as patas no dorso de Beau, que foi se recostando na cerca, relaxado e tranquilo, deixando todo o estresse e a ansiedade se dissiparem.

cachorro-senior-faz-amizade-com-o-cachorro-vizinho

A tutora sabia que os dois cachorros se davam bem e tinham uma relação bastante próxima e positiva, mas ver um cachorro aplicando massagem em outro era demais para ela. Rapidamente, Kayleigh gravou a cena, que foi postada nas redes sociais e viralizou rapidamente.

Ao que parece, Beau precisa das massagens, que se repetem diariamente. Rocco parece não se importar nem um pouco em ajudar o amigo. Ele fica vários minutos passando as patas, enquanto balança o rabo tranquilamente, um sinal de que a prática é divertida também para ele.

Muitas vezes, quando o “massagista” interrompe o movimento das mãos, o “cliente” dá uma patada gentil, pedindo para que ele continue. E Rocco, com a sabedoria inerente aos idosos, faz as vontades do amigo.

Tudo isso acontece com a cerca separando os dois amigos. Eles só se encontram sem limitações nos passeios diários, quando os dois brincam no parque. Mas a vivacidade de Beau parece cansar um pouco o cachorro idoso. É provável que ele prefira os contatos mais amenos, com menos atividade e agitação.

Seja como for, o pequeno idoso e o grande jovem são os melhores amigos. Eles se divertem bastante e não precisaram de ninguém para apresentá-los. Eles simplesmente se encontraram junto à cerca, se cheiraram para identificar-se um ao outro e passaram a brincar juntos. A felicidade deve morar na simplicidade, mas isso é algo que nós, os complexos humanos, estamos ainda longe de compreender. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News