Como agir quando o cão tem medo de trovões e fogos de artifício?

Por: em

Em datas comemorativas como ano novo ou em finais de campeonato de futebol é comum que os fogos de artifício não parem de estourar no céu por um bom tempo. E em dias de temporal são os barulhos dos trovões que tomam conta das nuvens. Tais sons podem nem te incomodar, mas seu amigo de quatro patas pode ficar bem apavorado quando se depara com uma barulheira destas. Em alguns casos é comum que os cães fujam de casa, tremam e até babem de tanto medo. Se você quer diminuir o sofrimento de seu animal de estimação, faça com que ele se acostume com sons muito altos e o acalme quando ele os escutar.

Como agir quando o cão tem medo de trovões e fogos de artifício?

O real motivo pelo qual os cachorros se assustam tanto com sons bem altos como os produzidos por fogões de artifício e trovões tem relação com o perigo. É comum que os animais associem um som forte com algo perigoso, se sintam ameaçados, se assustem e queiram fugir o mais rápido possível.

Para que seu cão não sofra tanto a cada barulheira que se aproximar e para que não desenvolva um trauma em função deles, comece a acostumá-lo com a situação. Uma possibilidade é brincar ou oferecer um petisco a cada som alto, o que fará com que desvie a atenção do barulho e também para que associe o som alto com algo positivo.

Como agir quando o cão tem medo de trovões e fogos de artifício?

Se o seu cão se esconde embaixo de sua cama sempre que um fogo de artifício estoura, não tente tirá-lo de lá e respeite o momento dele. Caso este espaço de refúgio seja mesmo em seu quarto, em outras situações experimente expor o animal a sons bem altos, como os de um CD, por exemplo. Além disso, brinque bastante e o acaricie sempre neste local e desta forma ele não associará o espaço com algo negativo ou assustador.

É muito importante também não demonstrar medo em situações muito barulhentas, visto que o dono é visto como uma fonte de segurança pelo cão.