Até mesmo quem ama cachorros de paixão e não demonstra medo nem quando se depara com um Pit Bull pode algum dia na vida ser alvo de um cão agressivo. Muitas vezes nem são essas raças descritas como agressivas que atacam, como Rottweilers e Dobermanns, mas sim raças que parecem as mais inofensivas possíveis, mas que por conta de algum desvio de personalidade ou no intuito de protegerem seus territórios acabam por mostrar os dentes e partir para o ataque.

Como não é possível prever se algum dia nos depararemos com algum cão solto agressivo na rua ou se o amistoso cachorro de estimação de nosso vizinho resolverá  atacar, é sempre bom prevenir tais situações e, se não houver como, pelo menos minimizar os danos.

Como evitar e o que fazer diante de um ataque canino

Em primeiro lugar é importantíssimo saber que não se deve jamais olhar nos olhos de um cão, e isto porque tal atitude pode ser encarada pelo animal como um desafio. E se o cão encarado já tiver uma personalidade dominante, esta olhada poderá ser o ponto de partida para o ataque.

No caso de um primeiro contato com um cachorro de um conhecido, por exemplo, vale perguntar ao dono se o cão é agressivo, se costuma morder e se você pode fazer carinho no animal. Caso a pessoa afirme que não há riscos em acariciar o cão, ofereça o dorso de sua mão com o punho fechado para o animal cheirar, e ao mesmo tempo continue conversando com o dono do cão, como que não dando tanta importância para esta aproximação. Caso o cachorro cheire sua mão e até a lamba, você pode começar a fazer carinhos no pescoço ou no queixo do animal, lembrando-se sempre de não fazer movimentos bruscos, não aproximar em demasia seu rosto e não encará-lo. Geralmente a maior parte dos ataques caninos nestes casos acontece quando uma pessoa estranha para o cão faz movimentos bruscos, portanto, delicadeza nestas horas é fundamental.

Como evitar e o que fazer diante de um ataque canino

Quando se está na casa de um conhecido e o cão dá sinais de que irá atacar, o dono até pode reverter a situação. Mas e quando se estiver na rua sozinho e um cão tiver escapado de sua casa? A principal coisa a ser feita quando o ataque for inevitável é não correr, não gritar e permanecer de braços cruzados. Tais dicas podem até parecer ridículas diante de uma situação tão grave, mas elas podem salvar sua vida, principalmente porque quando se decide correr ou gritar, você está se comportando como uma presa e instigando os instintos agressivos do animal.

Se você tiver algum objeto como uma bolsa ou um livro nas mãos eles poderão ser usados como distração para o cão, que poderá ataca-los primeiramente. Se o cão for realmente muito grande e acabar por derrubá-lo no chão, tente se manter enrolado, com as mãos sobre a nuca, o rosto protegido pelos cotovelos e os joelhos encostados no peito. Tal posição protegerá seus órgãos vitais e evitará que as mordidas ocasionem ferimentos graves.

Como evitar e o que fazer diante de um ataque canino

Caso você não seja atacado, mas presencie um ataque, o melhor a ser feito é usar um extintor de incêndio como forma de assustar e desviar a atenção do cão. Borrifos de água e sons altos também podem surtir bons efeitos, ao contrário de pedaços de pau ou objetos pesados contra o corpo do animal.


4 COMENTÁRIOS

    • O seu Cão está comendo erva???

      Controle a alimentação dele, normalmente os cães comem erva quando estão com dói dói na barriga, desta forma, após comerem erva eles tiram tudo e a dor passa.

      Cuide bem do seu cão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui