Um adestramento bem feito garante bons modos para o seu bichinho de estimação.

Alguns donos costumam reclamar do comportamento dos seus pets. Seja pela própria personalidade do animal ou por falta de imposição do dono, muitos deles, na maioria cães, exageram nas brincadeiras. Para resolver esta situação que pode se tornar um grande problema no futuro, a saída é o adestramento.

Como participar do adestramento do seu pet

Ainda assim, alguns donos de pets possuem certo receio. Temem que seus bichinhos comecem a agir como pequenos robôs ao ouvirem a voz de comando. Não se preocupe. Isto não pasaa de um mito.

Apesar de estarmos acostumados a vermos somente cães fazendo aulas de adestramento, fique sabendo que gatos e outras espécies de animais respondem bem ao treino. Que tal investir na educação do seu animal de estimação? O adestramento melhora o raciocínio do animal e o deixa mais feliz também.

Quando adestrados, o relacionamento pet-dono melhora muito! Você já pensou que legal poder se expressar de uma forma que o pet entenda e ele realmente saber o que você quer dizer?

Todo mundo já viu um adestrador usar comandos como “senta” e “deita”. No dia-a-dia eles são muito úteis. Durante um passeio ou visita ao veterinário, por exemplo, estes comandos são bem importantes. Com o passar do tempo, você perceberá que ele não latirá e rosnará por qualquer coisa.

Mas não pense somente que os animais mais jovens têm condições de serem adestrados. Os mais idosos também podem aprender. Invista nos mais velhinhos sem medo. A diferença é que os pets idosos já adquiriram vícios durante toda sua existência e o adestramento pode levar um tempo um pouco maior. Quanto aos filhotes, a partir dos dois meses eles já podem ser adestrados.

Durante todo o processo de educação do pet, é importante a participação do dono. Aliás, o dono ficará bem surpreso com o progresso à medida que as etapas forem superadas, além de, como já foi comentado antes, a relação fica mais estreita e amorosa.

De forma inconsciente, o dono influencia ─ equivocadamente ─ no comportamento do seu bichinho de estimação. Preste atenção no exemplo a seguir e veja se você se identifica. Quando seu pet pega um objeto proibido para ele, qual sua atitude? Ignora? Ou corre atrás, furioso, tentando reaver o objeto? Quem costuma ir atrás está simplesmente estimulando e recompensando o pet, que somente queria a atenção do dono.

Para finalizar o texto, uma curiosidade. Os humanos possuem apenas cinco milhões de receptores de odores. Já os cães, 200 milhões. Isto explica muita coisa, não?


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui