A hora do passeio é o momento mais esperado por 10 entre 10 cachorros. Afinal, que cão não gosta de sentir diversos cheiros, demarcar território ou simplesmente dar uma voltinha para queimar energia? Nesta hora dois acessórios não podem faltar, principalmente se o lugar do passeio é movimentado: a coleira e a guia. Confira a seguir algumas dicas de coleiras para cães.

Dicas de coleiras para cães

Em primeiro lugar, convém explicar a diferença entre coleira e guia. A coleira é o acessório que fica no pescoço do animal, ou em alguns casos na altura do peito, e não precisa ser retirada, pois é uma segurança para o seu cão. Já a guia é o acessório usado acoplado na coleira para guiar o cachorro durante os passeios.

Existem diversos tipos de coleiras e guias à venda em lojas especializadas. O ideal não é comprar qualquer coleira, e sim, aquela que melhor se adapta às características de cada cão. A coleira mais tradicional é aquela que envolve todo o pescoço do cachorro, como se fosse uma gargantilha. Esta é a melhor opção existente e não há contraindicações. O único cuidado que se deve tomar tem relação com o tamanho: não pode ser nem muito fina sob o risco de se romper no primeiro puxão, nem muito grossa que possa imobilizar parte dos movimentos do cão. Afinal, o acessório deve ser confortável para o cachorro, sem apertá-lo ou marcar a pele.

Dicas de coleiras para cães

Outra coleira existente é a chamada peitoral. Como o próprio nome já diz, o acessório é colocado na altura do peito do cão e é indicado para raças pequenas, pois evitam a fuga do bichinho. Este tipo de coleira também deve ser usado em cães que tem problemas na traqueia e que se afogam com as coleiras comuns. Para o cachorro não existe opção mais divertida: eles adoram se apoiar no peitoral durante os passeios – e é por isso que muitos adestradores não indicam o modelo para educar o cão.

Dicas de coleiras para cães

Uma boa dica de coleira para raças de grande porte é a headcollar, também conhecida como Gentle Leader. Esta coleira se parece muito com um cabresto usado em cavalos, e é colocada no focinho e no pescoço do cão ao mesmo tempo. Este tipo de coleira é indicado para os donos que têm dificuldade em conduzir seus cães, e tem a grande vantagem de não enforcar nem machucar os cachorros. Além disso, quando é usada, nem é preciso fazer muita força para puxar o cão, pois a maioria dos animais se acostuma com o acessório rapidamente.

Por fim, outro tipo de coleira existente é o enforcador. Essa coleira é usada com o objetivo de manter o cão bem próximo ao corpo, fazendo com que ele aprenda a passear sendo conduzido pelo dono. A desvantagem desse acessório é que muitas vezes os cães acabam se machucando com ele. Os materiais mais indicados para este tipo de coleira são o nylon, couro ou corda, mas o ideal mesmo é treinar o cão para obedecer seus comandos sem a necessidade de apelar para enforcadores.


5 COMMENTS

  1. Sou o Arthur, tenho 6 anos e gostei muito deste site, estou sempre pesquisando sobre cachorros, quero ter um hoje! eu ainda não tenho!
    Abraços

  2. ola meu nome e fernando tenho 11 anos tenho uma labradora e um border collie com akita eles sao um casal e eles sao grandes quero comprar um coleira dessa da foto dois por favor mande se puder por e mail que vende ele coleira

  3. Adorei o site e todas as dicas, pois preciso urgentemente comprar um peitoral para minha cadela, SRD de porte médio, pois ela puxa muito e estou com medo de prejudicar a sua traquéia usando a coleira de pescoço. Já tentei ensinar várias vezes, mas não adianta. Quando vamos passear ela vai me puxando por dois quarteirões e só para quando chega no gramado da Praça mais próxima.
    Muito obrigada pelas informações e abraços para todos da
    Carmelita

  4. Gostei muito das dicas do site.
    Adorei a coleira azul da primeira foto e gostaria de saber onde comprar porque há meses estou atrás de uma para minha labradora e não consigo encontrar.
    Obrigado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here