InícioHistórias FelizesGarotinho doente não quer que ninguém o conforte, exceto seu cachorro resgatado

Garotinho doente não quer que ninguém o conforte, exceto seu cachorro resgatado

É apenas uma gripe, mas este garotinho só quer o apoio do cachorro para se sentir melhor.

Bryan Junior e a esposa descobriram que, ao adotar um cachorro em um abrigo municipal há seis anos, eles levaram para casa um enfermeiro dedicado. Trata-se de Riddick, um adorável pitbull que é todo o apoio de que o filho do casal precisa, especialmente quando ele está doente.

Riddick foi adotado em 2015, depois que o Rescue Dogs Rock, de Nova York, o resgatou das ruas. O pitbull havia sido lançado para fora de um carro em movimento. Depois de verem as fotos do peludo no Facebook, Bryan e a esposa não demoraram muito tempo para se apaixonar.

garotinho-doente-recebe-o-apoio-do-cachorro-da-familia

A família de Riddick

O casal adotou o pitbull há seis anos e imediatamente o cachorro passou a ser um importante membro da família. Carinhoso, brincalhão e atento, Riddick está sempre procurando a companhia dos seus humanos, a quem dedica uma afeição especial.

Em 2016, a família foi ampliada com a chegada de Dawson. Logo que o bebê chegou em casa, Riddick e Cambria, o outro pitbull da família, ficaram obcecados por ele: sem dúvida, foi amor à primeira vista.

Dawson foi acompanhado pelos peludos desde os primeiros meses de vida e aprendeu a apoiar-se, sentar-se, andar, correr e brincar com a presença amistosa dos cachorros. À reportagem local, Bryan disse que ele os chama de “patrulha da pata”.

garotinho-doente-recebe-o-apoio-do-cachorro-da-familia

Quando o bebê chorava, os dois peludos corriam para ver como ele estava. Quando Dawson acordava das muitas sonecas dos recém-nascidos, bastava alguém dizer que o bebê tinha despertado para que Riddick e Cambria fossem ver o irmãozinho.

Atualmente, como Dawson já está maior, todas as noites acontece a “roda da história”. Bryan senta-se ao lado do filho para contar uma historinha, que sempre é acompanhada pelos dois peludos. Antes do final, no entanto, Riddick e Cambria já estão ferrados no sono.

Dawson passou a vida inteira ao lado dos pitbulls e, por isso, também é apaixonado por eles. Nas brincadeiras, ele adora escalar o lombo dos peludos, que permitem todas as “artes” do irmão humano, que também gasta um bom tempo acariciando os cachorros – e oferecendo petiscos proibidos, quando os pais não estão vigiando.

garotinho-doente-recebe-o-apoio-do-cachorro-da-familia

A gripe

Há poucas semanas, Dawson contraiu uma gripe. Não foi nada sério, mas foi a primeira vez, em cinco anos, que ele esteve realmente doente. Febril, com dificuldade para respirar e dolorido, o garotinho permaneceu alguns dias indisposto, sem ânimo para nada.

Bastante incomodado e desconfortável, o garotinho não queria nada com ninguém – ou quase: Riddick permaneceu ao lado do irmão humano durante todo o período da gripe. Dawson subia em uma poltrona e o pitbull se deitava sobre as pernas dele, para impedir que caísse.

Riddick é um cachorro agitado e um pouco estabanado, mas revelou-se extremamente delicado enquanto Dawson estava gripado. O garotinho ficava às vezes por mais de uma hora inativo, entre o sono e o mal-estar causado pelo nariz entupido.

garotinho-doente-recebe-o-apoio-do-cachorro-da-familia

Bryan contou que, nessas ocasiões, o pitbull nem se mexia. Ele se colocava como apoio, para manter o equilíbrio de Dawson, e permanecia imóvel pelo tempo que o garotinho conseguisse descansar e ficar relaxado.

“Você poderia dizer que Riddick sabia que Dawson não estava se sentindo bem”, contou o pai, que naturalmente também ficou preocupado com a saúde do menino. “Riddick fazia de tudo para mantê-lo aquecido e confortável”.

Talvez por isso, Riddick era a única “pessoa” que Dawson queria por perto enquanto esteve gripado. O menino ficou incomodado e mal-humorado, mas percebeu, de alguma maneira, que o pitbull estava ali justamente para dar apoio e fazê-lo sentir-se melhor.

Bryan faz questão de dizer que Riddick é um cachorro dedicado com todos da família: “Ele é o cachorro mais alegre e tranquilo que poderia existir. Riddick é gentil, amoroso e tolerante. Todos os adoram. Ele é o peludo que todos desejam”.

Em poucos dias, o organismo de Dawson reagiu e ele começou a se sentir muito melhor. Riddick acompanhou a mudança de comportamento e voltou a brincar e correr normalmente, voltando a incluir Cambria nas brincadeiras. Mas o garotinho sabe que, se precisar, sempre poderá contar com o amor que só um irmão cachorro é capaz de dar.

O Rescue Dogs Rock

O serviço de resgate, acolhimento e tratamento faz um esforço concentrado para salvar os cães mais difíceis, aqueles que estão gravemente feridos, são doentes e vítimas de maus tratos de humanos – tanto em casa, como nas ruas.

O Rescue Dogs Rock acolhe cães e gatos de companhia com necessidades médicas e emocionais, em função de violência, negligência e crueldade. Muitos animais acolhidos no abrigo jamais encontrarão um novo lar, em função de necessidades específicas ou da necessidade de tratamentos prolongados e caros.

Em 2021, o Rescue Dogs Rock inaugurou um espaço para resgate e reabilitação de cães e gatos. O canil foi implantado no Condado de Suffolk, em Long Island (Estado de Nova York). As novas instalações ainda precisam de reformas, que estão sendo realizadas à medida que os recursos financeiros são captados.

Amaury Almeida Costa
Amaury de Almeida Costa ([email protected]) é redator publicitário há mais de 30 anos. Escreve para diversos blogs desde 2008. Presente nas redes sociais desde a época do Orkut, foi editor da revista Animanews, sucesso editorial do final dos anos 1990, que trazia informações sobre pets – além de cães, gatos e aves, trazia informações sobre répteis, anfíbios, peixes e invertebrados de estimação.
RELACIONADOS

Últimas Publicações