Presença de sangue na urina, desorientação ou ataques convulsivos são sintomas comuns desta doença silenciosa. Saiba mais!

A hipertensão arterial é uma doença silenciosa, que consiste no aumento persistente da pressão arterial sistêmica. A causa ainda é desconhecida, todavia existem estudos que relaciona a hipertensão arterial com componentes hereditários. Além disso, outra característica da hipertensão é que a pressão arterial sistólica é superior a 180 mmHG nos cães que são assintomáticos.

Hipertensão arterial em cães: uma doença silenciosa

A doença recebe duas classificações: primária (essencial) ou secundária. Esta última é quando há relações com outras doenças tais como nefropatias crônicas, diabetes mellitus, obesidade, trauma do SNC, hipertireoidismo, entre outras. A pressão arterial pode ser diagnosticada por meio de métodos invasivos ou não invasivos. Dentre alguns métodos invasivos pode-se citar, por exemplo, o que é realizado por meio de uma colocação de uma agulha ou cateter heparinizado em uma artéria periférica. Em relação ao método não invasivo, ele pode ser feito por meio do uso de um manguito e Doppler, que são colocados na base da cauda, no membro anterior ou posterior. Este é o método comum usado na rotina clínica.

Os principais sintomas relacionados à hipertensão arterial são: presença de sangue na urina, andar em círculos, desorientação, ataques convulsivos, pupilas dilatadas, hemorragia nasal, hemorragia ocular e cegueira aguda. Assim, se notar que seu melhor amigo esta sentindo alguns destes sintomas procure o médico veterinário, imediatamente.

A hipertensão arterial é uma doença que é considerada silenciosa, porque pode estar presente no animal, mesmo que ele não apresente nenhum dos sintomas comuns. Por isso, é importante que os cães façam exames de rotinas para a manutenção da saúde e do bem estar. Algumas doenças como, por exemplo, insuficiência renal crônica, diabetes melitus, doenças do sistema nervoso central, também, podem provocar a hipertensão arterial.

O tratamento da hipertensão arterial sistêmica quando ela não é emergencial é feito por meio de uso de agentes vasodilatadores, betabloqueadores, diuréticos, assim, de forma geral são usados inibidores da enzima de conversão da angiotensina. Além disso, com a mensuração da hipertensão é possível ter seguranças no uso de outros tipos de medicamentos e até mesmo em procedimentos cirúrgicos.

É necessário que os donos levem os cães periodicamente ao veterinário para que se faça exames de rotina, sobretudo porque a hipertensão é uma doença silenciosa.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui