Dificuldade para respirar e febre alta podem ser sintomas de pneumonia, um quadro clínico grave para os cães. Confira algumas dicas e saiba como cuidar do seu melhor amigo!

A pneumonia é um quadro clínico grave nos cães e que precisa de cuidados imediatos. Ela é provocada pelo acúmulo de fluído dentro do tecido pulmonar, que ocorre por uma infecção provocada por bactérias, vírus ou fungos. Existe um outro tipo de infecção que promove a inflamação dos pulmões, que é conhecida como pneumonite. Infelizmente, ambas as doenças são sérias nos cães, por isso, os donos devem ficar atentos.

O perigo da pneumonia para os cães

Os sintomas são bem característicos como a dispneia, ou seja, dificuldade de respirar, que é causada pela infecção. A respiração dos cães fica muito superficial, porque ele tem dificuldade em obter a quantidade de oxigênio necessária, pois o seu tecido pulmonar está com uma excesso de fluído e, consequentemente, reduz o espaço de ar nos alvéolos. Além disso, a língua pode apresentar tons de cor como cinza ou azul. Outra característica marcante é a elevação da temperatura, que pode atingir até mais de 40ºC.

Essa doença pode trazer sérios riscos e prejuízos para a saúde do animal, mas se diagnosticada a tempo, pode ter cura. A maioria dos cães são tratados com sucesso, mas para isso é imprescindível a detecção precoce da doença e o diagnóstico específico que deve ser feito por um médico veterinário.

O veterinário vai poder diagnosticar com precisão se o quadro clínico do cão é realmente uma pneumonia ou, simplesmente, uma infecção primária, que tem um tratamento mais simples. O tratamento da pneumonia é mais complexo, porque exige diferentes técnicas de diagnóstico como, por exemplo, radiografia ou ultrassom. Se houver algum tipo de suspeita de fluido nos pulmões, também, uma amostra deve ser analisada, para diferenciar as doenças. Mas, se a suspeita for a presença de uma bactéria, por exemplo, pode ser realizado um teste de cultura e sensibilidade para identificar o tipo correto e saber o antibiótico a ser prescrito para o cão. Além disso, existem diuréticos no mercado que podem ser usados com a finalidade de retirar o excesso de fluido pulmonar.

Portanto, os donos devem estar atentos ao comportamento do cão e se notar qualquer dificuldade de respirar, febre ou outro sintoma relevante leva-lo, imediatamente, ao veterinário para que ele possa dar um diagnóstico correto. Quanto mais precoce for feito o tratamento, maiores serão as chances do cão ficar bem. Por isso, cuide bem da saúde do seu melhor amigo e tenha sempre um veterinário de confiança por perto! Não se esqueça de leva-lo ao médico para fazer exames de rotinas.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui