Pitbull adotado se apaixona pelo gato da família

O pitbull adorou o gato da família, que acabou se rendendo aos carinhos do cachorro.

Quando Maria Wong adotou o pitbull Wesley, ela estava preocupada com a reação em casa. Maria já tinha adotado o gato Wyatt no mesmo abrigo e reza a lenda que cães e gatos são inimigos mortais. O relacionamento dos dois pets, no entanto, foi surpreendente: Wesley rapidamente se apaixonou pelo parceiro.

O gato não tinha muita certeza sobre querer dividir a casa nova com um brutamontes – Wesley tinha acabado de completar um ano quando foi adotado e já era muito maior do que Wyatt – mas a doçura e o carinho do pitbull logo conquistaram o coração felino.

pitbull-adotado-se-apaixona-pelo-gato-da-familia
Foto: Instagram / @wesleythechickennugget

Wesley e Wiatt

Maria encontrou os dois animais em um abrigo na Flórida (EUA) e os levou para a Carolina do Sul, onde mora. Desde a adoção, a tutora mantém uma espécie de diário na internet. Wesley tem página própria no Instagram, onde é apresentado como “Wesley, The Chicken Nugget”.

O cachorro é descrito como “50% pitbull, 50% nugget e 100% bom menino”. A tutora é designer de camisetas e possui uma coleção de peças com imagens de Wesley e Wyatt. Parte das vendas é revertida para abrigos e campanhas de adoção.

pitbull-adotado-se-apaixona-pelo-gato-da-familia
Foto: Instagram / @wesleythechickennugget

Inicialmente, a tutora estava receosa sobre como seria o relacionamento doméstico. Os dois animais vieram do mesmo abrigo, mas viviam em alas separadas. Wesley, aliás, havia sido rejeitado por muitos pretendentes, apesar de cumprir os principais requisitos: filhote, de raça pura, saudável, brincalhão e muito atento.

Logo que as gaiolas de transporte foram abertas, os receios de Maria fugiram pela janela. Wesley se aproximou cuidadosamente do gato, que pareceu não gostar muito do contato inicial. Mas o pitbull insistiu e acabou conquistando a confiança e a amizade de Wyatt.

Os dois animais fazem tudo juntos – eles não se largam nem mesmo na hora de dormir. Wyatt pode parecer um pouco grosseiro quando arranha e mordisca as orelhas de Wesley, mas o pitbull nunca reclama de nada.

Wesley é muito expressivo e amistoso, características que sempre cativam os visitantes da casa. Mesmo assim, ele faz questão de introduzir o gato aos recém-chegados, mesmo que Wyatt prefira manter certa distância de desconhecidos.

pitbull-adotado-se-apaixona-pelo-gato-da-familia
Foto: Instagram / @wesleythechickennugget

As fotos mais surpreendentes mostram cachorro e gato se abraçando. Este parece ser um hábito da dupla, porque a página do Instagram está repleta de registros desses momentos ternos e comoventes.

Enquanto Wyatt é mais arisco e independente, Wesley é puro amor e está sempre atrás de Maria, onde quer que ela vá. A tutora diz ter sido atraída justamente pelas duas personalidades tão diferentes. Só depois de decidir-se pela adoção é que ela começou a imaginar como seria o relacionamento dos dois animais.

De qualquer forma, Wesley se tornou o “irmão mais velho” de Wyatt, apesar de ambos terem praticamente a mesma díade. O gato, que cresceu observando as ações do pitbull, adotou algumas características caninas: ele corre para a porta e faz festa para a tutora, sempre que ela chega, por exemplo.

A dupla foi reunida há pouco mais de cinco anos, quando a tutora os levou para casa. Recentemente, no entanto, a família aumentou: deixaram um filhote na porta de Maria, que não conseguiu resistir e recebeu o novo membro da família.

pitbull-adotado-se-apaixona-pelo-gato-da-familia
Foto: Instagram / @wesleythechickennugget

Winston é um gatinho amarelo, bem diferente de Wyatt, que é tigrado em preto e branco. A reação de Wesley foi idêntica à da primeira vez em que viu o gato sênior: fez festa, abanou o rabo e rapidamente ganhou a amizade do novo gatinho.

Algumas vezes, chega a ser um pouco aflitivo assistir aos vídeos de Wesley interagindo com Winston. O gatinho explora todos os cantinhos da cabeça do pitbull – e caberia facilmente na boca do irmão. Mas Wesley mantém a mesma tranquilidade de sempre.

Na casa da família Wong, a expressão “vivem como cães e gatos” teve o significado invertido. Na Carolina do Sul, viver desse jeito é expressar a cada dia os laços de amizade e amor. Wesley, Wyatt e Winston seguem em frente, confiantes e seguros no lar que Maria Wong providenciou para todos.

A beleza e ternura da proximidade dos dois animais mais velhos, no entanto, são imbatíveis: eles realmente gostam um do outro e demonstram isso o tempo inteiro. Por enquanto, Wesley está tentando convencer Wyatt a aceitar Winston no bando doméstico.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas