InícioHistórias FelizesPitbull gentil oferece sua casinha de cachorro para gatinha grávida e fica...

Pitbull gentil oferece sua casinha de cachorro para gatinha grávida e fica de guarda

Este pitbull cedeu a própria casinha para uma gata vira-lata que estava grávida.

O humano dentista que também faz parte desta história é um bom exemplo de amante dos animais. Quando ele se mudou para a casa nova, percebeu a presença de uma gata na vizinhança. Para impedir que ela passasse fome, ele sempre deixava uma tigela de ração para o animal junto ao portão. Mas ele nunca imaginou que o seu cachorro pudesse ir além: o pitbull deu a própria casa para a gatinha abandonada.

É possível que o cachorro tenha percebido o gesto do tutor e decidido que a gata não era uma ameaça, mas alguém a ser protegido e acolhido. Também é possível que o pitbull tenha descoberto a gravidez da bichana sem-teto. O fato é que ele permitiu que a gatinha ocupasse a casa no quintal para dar à luz e cuidar dos filhotes.

pitbull dá a casinha para gata vira-lata 4

O pitbull

O caso aconteceu em Tijuana, uma cidade de 1,6 milhão de habitantes no norte do México, na fronteira com os EUA – o município é mais próximo de Los Angeles do que da Cidade do México, a capital do país.

Juan José Pacheco Flores é o cirurgião dentista que vive com Hades, o pitbull, um cachorro cuja raça tem a fama (injustificada) de ser agressiva e feroz. Mas, apesar do nome – Hades era o deus do submundo entre os gregos antigos, frequentemente identificado com o Diabo cristão – este pitbull é muito dócil e amigável.

Recentemente, Hades provou que também tem um bom coração. Ele ajudou uma gatinha grávida, acolhendo-a quando estava chegando o momento do parto. Flores disse à imprensa local que sempre alimentou a bichana, mas nunca se aproximou dela, porque a gata é muito arisca, como a maioria dos animais de rua.

Hades deve ter presenciado o gesto de bondade do tutor inúmeras vezes. Provavelmente, ele não tinha intenção de superar Flores na solidariedade, mas acabou surpreendendo com uma atitude digna e cheia de amor.

Pitbull gentil oferece sua casinha de cachorro para gatinha grávida e fica de guarda

Há poucos dias, a atenção do dentista foi atraída por arranhões na porta da cozinha. Ele não se surpreendeu, porque Hades circula livremente pela casa, entrando e saindo para o quintal quando quer. Ao abrir a porta, no entanto, o pitbull não quis entrar.

O peludo estava ansioso e parecia ter alguma coisa importante a compartilhar. Na verdade, nas palavras de Flores, Hades estava alvoroçado e fazendo muito barulho. Ele queria que o tutor o acompanhasse com urgência.

No quintal, o pitbull passou a indicar a casinha, que fica encostada no muro. Ele parecia querer mostrar que havia alguma coisa dentro. O dentista ficou intrigado e ajoelhou-se para inspecionar o “imóvel” do peludo.

Dentro da casinha, comodamente instalada, estava a gata arisca que sempre rondava pelas redondezas. Era a primeira vez que ela ficava no chão do quintal e Flores ficou impressionado com a tranquilidade com que Hades permitia a “invasão”.

Afinal, cães e gatos são “inimigos” desde que o mundo é mundo. Seria mais provável que Hades quisesse atrair a atenção do tutor para expulsar o intruso, mas os motivos do cachorro eram bem diferentes – e muito mais nobres.

pitbull-da-a-casinha-para-gata-vira-lata

A gatinha estava grávida e a gestação já estava avançada. Ela precisava de um lugar seguro para trazer os filhotes ao mundo e Hades deu a própria casinha para garantir o conforto e a proteção necessários para um momento tão delicado.

O gesto de bondade não terminou na cessão da casa. Hades poderia ter apenas permitido que ela ficasse por ali – o que já seria uma atitude impressionante. Mas o pitbull fez questão de permanecer ao lado da nova amiga durante o trabalho de parto.

Hades deve ter percebido que se tratava de um momento especial e a gatinha estava fragilizada. Partos são comuns, mas nem por isso deixam de ser tensos. O cachorro chegou a arrastar um cobertor até a entrada da casinha e acomodou-se nele, enquanto os filhotes nasciam. E a gatinha parecia ter total confiança no companheiro.

A gata tricolor teve dois lindos filhotes acinzentados. A bichana, comodamente instalada em uma instalação totalmente improvável, parecia muito feliz. Ela certamente se sentia protegida e isso transparecia na tranquilidade com que cuidava das crias.

Hades também ficou muito feliz com a situação. Ele se mostrou realmente satisfeito por poder estar ali recepcionando os dois gatinhos, nos seus primeiros contatos com o mundo. “Acho que ele se sentiu como pai”, contou Flores à imprensa.

pitbull-da-a-casinha-para-gata-vira-lata

O dentista transferiu a mãe e os filhotes para dentro de casa, onde a nova família pode receber os cuidados necessários, tanto de Flores, quanto de Hades. Como não poderia deixar de ser, a gatinha foi adotada e deixou a condição de sem-teto. Agora, ela se chama Nicol.

Flores decidiu compartilhar a história para ajudar a provocar mudanças nas impressões que a maioria das pessoas têm sobre os pitbulls: agressivos, violentos, dominantes, desconfiados. Tudo depende da forma como são educados e dos exemplos que eles recebem.

“Pitbulls são bons cachorros”, disse o dentista aos repórteres. E completou: “Hades colocou tudo de lado para ajudar outra ‘pessoa’. Devemos fazer o mesmo, sem esperar nada em troca”. Quantos de nós estamos dispostos a seguir este exemplo?

Cães Online
Cães Online tem por objetivo trazer informações confiáveis sobre os melhores amigos dos humanos. Nosso contato: [email protected]
RELACIONADOS

Últimas Publicações