Os cachorros podem ter depressão, assim como, nós, portanto, todo cuidado é fundamental. Veja os sintomas!

Os cães também podem ter depressão, sabia? A condição pode estar associada a diversos fatores como, por exemplo, ansiedade, fobias, mudança de ambiente, doenças, entre outros. Por isso, os donos devem ficar atentos e qualquer suspeita ou sintoma diferente no cachorro, é preciso levar o cão ao veterinário. Mas, quais os sintomas que podem indicar depressão nos cães?

Sinais que podem indicar depressão nos cães!

Uma das causas mais comuns relacionadas à depressão é a mudança de ambiente. Ou seja, quando o seu melhor amigo esta acostumado em permanecer em um determinado lugar, e depois passa outro. Isso é muito comum, quando há mudança de casa, por exemplo. Leva-se um certo tempo, até que o cachorro se adapte ao novo lugar. Entre outros fatores, pode-se ressaltar a morte de um humano muito querido, inclusão de outro cachorro ou animal – principalmente se o cão esta acostumado a ser o único na casa-, a perda de liberdade (passeios menos constantes), experiências que desencadeiam estresse ou traumas, entre outros.

Além disso, sentimentos de abandono ou solidão, também podem provocar depressão nos cães. Isso é mais frequente quando os donos não dão a devida atenção aos cães, ou seja, não brincam, não passeiam, não dão carinho, entre outros. Desta forma, os cães se sentem abandonados porque não tem a companhia do dono, e isso pode provocar a depressão.

A depressão pode ser manifestada por meio de vários sintomas como, por exemplo, desânimo, falta de apetite, tristeza, ou seja, há uma nítida alteração de comportamento, que é percebida pelo dono. Assim, o cachorro que antes adorava brincar, vai ficar mais quieto, se gostava de comer, quase não vai ter apetite. Portanto, se você notar que o seu melhor amigo esta triste ou desanimado é essencial leva-lo para uma consulta ao veterinário.

Outro sinal muito comum é cães depressivos, é que eles são resistentes ao carinho. O cachorro deprimido vai evitar contato físico com o dono e as outras pessoas, além disso, também não sentir vontade de brincar ou se divertir. A tendência é que ele queira ficar sozinho e isolado.

Para evitar a depressão no seu cachorro, brinque com ele, dê carinho, atenção e muito amor. Tenha o hábito de passear com ele diariamente – em média três vezes por dia-, faça exames periódicos no veterinário e esteja sempre ao lado dele. Cuide e dê uma boa qualidade de vida para o seu cachorro!

Gostou das dicas? Que tal deixa a sua opinião?


1 COMENTÁRIO

  1. Na boa, quem é que tem tempo suficiente para passear em media 3 vezes por dia com o cachorro??? só se for um desempregado ou um “bom vivant”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui