Terapias alternativas para cães

Até há algum tempo as terapias alternativas eram usadas apenas para tratar doenças de seres humanos. Porém, com a humanização dos animais de estimação, que com o tempo começaram a sofrer de ansiedade e medo, e também de modo que a cura das doenças se tornasse menos invasiva, é que as terapias alternativas, entre as mais comuns acupuntura, Florais de Bach e homeopatia, começaram a ser usadas para tratar doenças e questões psicológicas de cães, muitas vezes sozinhas e outras vezes combinadas com outros métodos de cura. Assim, cada vez mais médicos veterinários se especializam em terapias alternativas de modo que possam oferecer mais qualidade de vida a seus pacientes de quatro patas.

Acupuntura

A acupuntura é uma técnica milenar surgida na China e é atrelada à Medicina Tradicional Chinesa. Esta terapia consiste na introdução de finas agulhas na pele em pontos específicos do corpo, sendo que cada um possui relação com determinado órgão. A estimulação destes pontos através das agulhas faz com que a energia antes bloqueada se espalhe, de modo que o corpo passe a funcionar de maneira equilibrada novamente.

A acupuntura veterinária foi reconhecida pelo órgão de classe CFMV em 1995. Atualmente esta área da medicina veterinária possui 112 pontos do corpo de pequenos animais catalogados, que se estimulados podem curar ou aliviar suas dores. A acupuntura veterinária é indicada para o tratamento de doenças articulares, respiratórias, digestivas e dermatológicas, além de alívio da dor como um todo, em problemas neurológicos e também para auxiliar na recuperação depois de intervenções cirúrgicas.

Florais de Bach

Os Florais de Bach foram criados pelo médico Edward Bach, quando este percebeu que nunca era o suficiente apenas tratar dos problemas físicos de seus pacientes, mas também dos emocionais, uma vez que o envolvimento do paciente na cura e o tratamento de questões emocionais e psicológicas também é fundamental. Os florais são produzidos a partir de essências florais, não são tóxicos, não apresentam efeitos colaterais e podem ser usados isoladamente ou em conjunto com outras terapias alternativas ou medicamentos.

A terapia com florais na medicina veterinária normalmente é utilizada para tratar problemas comportamentais, como medo e agressividade e problemas dermatológicos. A indicação de florais para tratamento deve ser feito com cuidado e de maneira individualizada, afinal, cada tipo de floral é indicado para tratar de um problema específico e quando surgem novos sintomas, muitas vezes é necessário mudar o floral escolhido previamente.

Homeopatia

A homeopatia foi desenvolvida pelo médico Samuel Hahnemann em conjunto com outros colegas de profissão. Esta terapia alternativa consiste na cura dos pacientes a partir de medicamentos formulados com substâncias oriundas na natureza, em seguida bastante processadas de modo que liberem energia, extremamente importante para a cura.

A medicina veterinária homeopática trata dos animais de forma bem mais completa e complexa, uma vez que os sintomas dos pacientes são analisados de forma profunda, e normalmente o médico veterinário homeopata analisa sintomas gerais, físicos e mentais dos animais, além de analisar a queixa do proprietário, de modo que se faça a prescrição do medicamento mais adequado para a cura. Em geral, a homeopatia veterinária é usada para tratar de problemas comportamentais e dermatológicos, mas pode ser excelente para diversas outras questões.

2 Comentários

Deixe um comentário
  1. Tenho um cãozinho Lhasa Apso, está com 11 anos, chama-se Happy faz jus ao nome pois é bastante feliz gosta de passear, jogar bola, tomar banho, ficar todo arrumado, assistir tv, enfim interage bem a todas atividades. Mas desde os dois aninhos manifestou problema de pele daí pra frente já levei a vários veterenários foram feitos vários exames, testes enfim o que imaginar quanto a recursos já buscamos e nada. Por ultimo tentamos os Florais de Bach, ele coça bastante as patinhas a ponto de se machucar o corpinho fica todo como se fosse umas empinges ou escamas, porém o pêlo ñ cai, ele é todo branquinho e tem um pêlo lindo. Por favor me ajude, o que faço pelo meu único filho, me aposentei para poder ficar mais tempo com ele e ver se vai contribuir para a melhora dele.
    Desde já agradecemos, aguardamos retorno.
    Deus abençoe.
    Abraços,
    Nidja Maria Silva Macedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *