InícioHistórias FelizesCachorro não consegue controlar sua alegria ao descobrir que está chovendo lá...

Cachorro não consegue controlar sua alegria ao descobrir que está chovendo lá fora

Provavelmente, foi a primeira vez que ele sentiu a chuva. O cachorro se emociona e se diverte.

Mais um vídeo está bombando na internet. Desta vez, no Facebook Watch, um internauta colombiano postou as imagens de um cachorro da raça boxer brincando e se divertindo em uma deliciosa chuva de primavera.

Enquanto o cachorro se diverte e se emociona ao sentir os pingos d’água batendo no corpo – é possível que esta tenha sido a primeira experiência do boxer na chuva –, a postagem está viralizando: 4,7 milhões de visualizações, quase 500 mil curtidas e cinco mil comentários. Tudo isto em apenas uma semana.

cachorro-se-diverte-na-chuva

As imagens

O vídeo do boxer brincando na chuva foi publicado no perfil de @Judasoper, que se apresenta como um criador de vídeos de jogos. O perfil foi criado na Colômbia e é seguido por quase 700 mil internautas.

Vídeos de cachorros são frequentes na página. O criador de conteúdo já apresentou um peludo se divertindo em um touro mecânico, outro que parece muito feliz em uma caixa plástica transformada em piscina e um terceiro que distrai e diverte uma avozinha em cadeira de rodas.

cachorro-se-diverte-na-chuva

O vídeo mais acessado, sem dúvida, é o do imitador de Gene Kelly em “Cantando na Chuva” (filme de 1952). O boxer castanho e branco corre de um lado para outro em uma rua movimentada. Ele parece extremamente feliz com a chuva que cai e tenta beber – ou morder – os pingos d’água, enquanto se agita. A alegria do peludo é contagiante.

Sem nenhum acompanhante – ninguém aparece para interagir na performance do boxer –, ele aproveitou todas as oportunidades para bater as patas nas poças d’água, correr, saltar no ar. Tudo isso apenas com uma simples e cotidiana chuva: a Colômbia é um país tropical, entre o oceano Pacífico e a Amazônia, onde os temporais são frequentes.

cachorro-se-diverte-na-chuva

O cachorro parece dizer sem palavras que a essência da vida está nas pequenas coisas. Provavelmente, foi a primeira vez que o peludo viu a chuva cair ou, pelo menos, a primeira em que ele teve a oportunidade de sentir a água batendo no corpo. Um belo exemplo de que todos nós devemos valorizar as coisas simples.

O cachorro pode tomar chuva?

Para se refrescar em dias de calor – muito comuns na Colômbia e no Brasil também –, para não interromper uma atividade ao ar livre ou apenas para brincar no quintal e distrair-se das ocupações, como vigiar a casa e garantir a segurança dos tutores, quase todos os cachorros gostam de um banho de chuva.

Brincar em um aguaceiro pode ser divertido e prazeroso, tanto para os humanos quanto para os cachorros, desde que seja uma situação esporádica e todos os envolvidos sejam saudáveis. Os filhotes e os idosos devem ser preservados, assim como os animais convalescentes de doenças e traumas.

cachorro-se-diverte-na-chuva

Em primeiro lugar, os temporais de primavera e verão na América do Sul quase sempre são acompanhados por relâmpagos e trovões. Nestes casos, o banho de chuva é desaconselhado, especialmente em locais amplos e descampados – no ambiente urbano, entre uma “floresta” de para-raios, os riscos são bem menores.

Os raios são sempre perigosos, podem matar e ferir gravemente. Caso a chuva caia de repente durante o passeio diário, recomenda-se ficar protegido. Em casa, os peludos precisam ficar protegidos – na casinha de cachorro ou em casa mesmo, talvez observando a chuva através da janela.

O cachorro não deve ficar sozinho na chuva, sem a supervisão de um humano adulto. Ele pode escorregar e até mesmo sofrer torções por causa do piso escorregadio. Os tutores também precisam ficar atentos à temperatura ambiente: frio e chuva não são uma boa brincadeira, mesmo que os peludos sejam resistentes e gostem.

Em uma tarde quente, sem raios caindo do céu, mas com São Pedro mandando água aos baldes, os cachorros podem se divertir na chuva. A brincadeira pode acontecer no quintal ou em um parque, com cuidado para o trânsito de carros: alguns peludos ficam muito excitados e podem acabar correndo na direção errada.

cachorro-se-diverte-na-chuva

É importante conhecer o local do banho de chuva. Apesar de uma poça d’água ser uma atração irresistível até mesmo para muitos humanos, ela pode esconder perigos, como uma abertura de esgoto. Além disso, se o local não for higienizado regularmente, a água da chuva pode carregar urina de ratos, que podem estar infectados (com a leptospirose, por exemplo).

Depois do banho de chuva, os cachorros (e nós também) não podem ficar encharcados nem tomar friagem (os conselhos dos nossos pais estavam certos). A baixa temperatura na pele facilita algumas infecções, como gripe, resfriado e até mesmo pneumonia.

Relaxado e contente com a brincadeira, o ideal é dar um banho no cachorro, para retirar a água fria, a sujeira e até partículas que estavam suspensas no ar (comuns em cidades grandes e poluídas). O banho pode ser morno ou frio, conforme o cachorro esteja acostumado.

Se não for possível, é importante retirar o excesso de água da pelagem, secando o cachorro com uma toalha felpuda. Especialmente entre os cães de pelos longos, a água facilita o desenvolvimento de alergias e outras doenças de pele, por causa do ambiente propício à proliferação de fungos.

Apesar de serem minoria, existem alguns cachorros que não toleram a chuva. O mínimo chuvisco é motivo de desconforto e irritação. Os tutores precisam conhecer o temperamento dos peludos e, se for este o caso, o melhor é encontrar outras maneiras de brincar.

Amaury Almeida Costa
Amaury de Almeida Costa ([email protected]) é redator publicitário há mais de 30 anos. Escreve para diversos blogs desde 2008. Presente nas redes sociais desde a época do Orkut, foi editor da revista Animanews, sucesso editorial do final dos anos 1990, que trazia informações sobre pets – além de cães, gatos e aves, trazia informações sobre répteis, anfíbios, peixes e invertebrados de estimação.
RELACIONADOS

Últimas Publicações