15 cachorros mais fofos do mundo

É difícil não se apaixonar por um destes. Conheça os cachorros mais fofos do mundo!

Existem diversas razões para adotar um cachorro, mas a mais comum, hoje em dia, é a companhia. Os cachorros são muito úteis como guias, caçadores, pastores e boiadeiros, terapeutas e até especialistas antibombas, mas o motivo principal da parceria é ter um amigo fofo em casa.

Os cachorros mais fofos do mundo não são apenas bonitos e atraentes. Eles são importantes para quem gosta de dormir de conchinha, para quem quer se distrair por alguns momentos embelezando o peludo da família e até na hora da paquera: passear pelo parque com um peludo bonito, comportado e inteligente é uma excelente ocasião para fazer novas amizades.

Qual raça escolher?

Mesmo os cães grandes e atléticos podem ser fofos: tudo depende do tratamento. Um São Bernardo pode ser o herói que se aventura pelas montanhas geladas da Europa, mas é também uma imensa bola de pelos esbanjando charme e elegância.

Para defender o seu rebanho de ovelhas, o old english sheepdog já enfrentou lobos e ursos nas Ilhas Britânicas, mas atualmente é uma das melhores opções para quem quer um amigo fofo e engraçado. Claro, é preciso ter espaço suficiente para alojar um desses peludos.

Os cães de pequeno porte certamente encabeçam a lista de cachorros mais fofos do mundo. Em alguns casos, eles já são bem conhecidos, como os populares shih tzus e lhasa apsos. Em outros, é preciso pesquisar um pouco mais, como o pequeno cão russo e o havanês. Vamos apresentar, a seguir, uma relação de cães que atraem pela primeira vista: eles são bonitos, elegantes e exageradamente fofos.

01. Lulu da Pomerânia

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Ele é pequeno, elegante e dono de uma pelagem única. Mas não se engane: o spitz alemão anão é um excelente cão de guarda, sempre o primeiro a dar o alerta quando alguma coisa está “fora da ordem”. Nas associações de cinofilia, ele é classificado entre os “cães primitivos”, os que guardam mais semelhanças com os lobos.

O lulu da Pomerânia apresenta pelagem dupla, focinho pontudo e orelhas eretas. Muito apegado aos tutores, ele já fez companhia a personalidades famosas, como o pintor e escultor italiano Michelangelo Buonarroti e a rainha Victoria, da Inglaterra. Entre os sobreviventes do Titanic, havia dois spitz anões.

02. Bichon frisé

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Pequeno, branquinho e peludo, ele é um dos mais antigos barbichons franceses, cães que se destacam por causa dos pelos fartos no rosto. O bichon frisé é o próprio amor em forma de cachorro. Dócil, amigável, carinhoso e extrovertido, é muito apegado à família, inclusive aos demais pets.

O bichon frisé é também muito inteligente, podendo aprender truques para se divertir e entreter os parentes, mas ele gosta muito das recompensas. Ele não late muito e é uma excelente opção para apartamentos, mas precisa de alguns exercícios para manter a boa forma física. É um cãozinho cheio de energia, que ninguém consegue ignorar.

03. Maltês

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Ele adora colo e é difícil não acariciar um maltês quando está por perto. Muito gentil e com aparência delicada, ele é cheio de energia. Além de ser um excelente companheiro, este cãozinho também pode treinar agility, corrida, tracking e obediência. Um maltês está sempre brincando e explorando: longos passeios diários são necessários para manter a saúde e a alegria.

Outro bom motivo para adotar um maltês é que ele solta muito poucos pelos, sendo indicado inclusive para humanos alérgicos. Ele gosta da companhia dos tutores, de cães e gatos, mas não é muito apegado a crianças pequenas. A facilidade de aprendizado é outra característica que o torna muito fofo.

04. Yorkshire terrier

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Famoso em exposições internacionais de porte e beleza, o yorkshire terrier já foi um grande caçador: quando os mineiros ingleses (do Condado de Yorkshire) abriam galerias em busca de carvão, era este o responsável pela caça aos roedores: os gatos da época não se dispuseram a sujar os pelos com terra e poeira.

Muita coisa mudou desde então. O yorkie é um perfeito cachorro de companhia: pequeno, com pelos longos e finos, ele adora crianças, mas é ainda mais apegado a outros pets da família. Muito responsável e dotado de excelente faro, este cãozinho faz a guarda, espanta intrusos e, claro, gosta muito de colo e carinhos.

05. Dachshund

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Há uma variedade de pelo longo, mas o mais encontrado no Brasil é o de pelo curto, que pode ser preto e bronze (black and tan), chocolate, castanho e bege, bronze e azul, vermelho ou totalmente preto. O dachshund é um caçador ousado, mas também um excelente companheiro para todos os momentos.

Ele prefere ser filho único: o dachshund não gosta muito de crianças, gatos e outros cachorros. A personalidade forte e a resistência atlética são características da raça. É um cãozinho muito inteligente, mas também pode se mostrar independente e teimoso. O dachshund é considerado hipoalergênico, porque também solta poucos pelos.

06. Beagle

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Alegre e muito brincalhão, o beagle está sempre farejando, procurando rastros, pistas e principalmente petiscos. Ele já foi um caçador notável, que trabalhava em grandes matilhas atrás de raposas e texugos por toda a Inglaterra. O hábito de viver em bandos fez do beagle um cachorro barulhento, expansivo e extremamente amigável.

O beagle pode ser comparado a um mosqueteiro: para eles, é sempre “um por todos e todos por um”. Ele adora a companhia de humanos, assim como de gatos e de outros cães. Os cães da raça conseguem dosar a imensa energia que têm, podendo acompanhar e proteger de crianças pequenas a tutores atléticos.

07. Chow-chow

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Este cachorro de porte médio é extremamente leal e costuma ser muito protetor em relação à família. Chamado de cão leão, o chow-chow apresenta pelagem volumosa, que o faz parecer maior do que realmente é. Ele prefere a companhia de humanos adultos, mas não é indicado para quem quer um cachorro cheio de habilidades.

Independente e persistente, o chow-chow tende a aprender apenas o básico – e apenas o que traz recompensas imediatas. Algumas pessoas consideram os cães da raça mal-humorados, mas isto faz parte do charme. Ele não é amigável com estranhos, mas não é agressivo nem territorialista. O chow-chow é preguiçoso e, por isso, o tutor precisa incentivá-lo aos exercícios.

08. Cocker spaniel

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

São duas raças: o cocker inglês é um pouco maior do que o descendente americano, que apresenta pelagem mais fina e comprida. Em comum, os cães ingleses e americanos apresentam crânio abobadado e longas orelhas caídas e macias, que atraem os olhares de todos. O focinho da raça inglesa é mais alongado e grosso.

Quem pretende viver com um cocker spaniel deve esquecer a cadelinha Lili, de “A Dama e o Vagabundo”: os cães da raça são ativos, barulhentos, um pouco bagunceiros e muito extrovertidos. Eles gostam muito de explorar, caminhar e são agitados praticamente o dia todo, sem se cansar. Eles também adoram nadar, mergulhar e brincar com mangueiras.

09. Jack russel terrier

Os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Este cãozinho é famoso por “topar qualquer parada”. Ele aceita todos os convites feitos pelos tutores, desde que a atividade proposta seja divertida: pode ser apenas um carinho no sofá ou uma longa trilha acidentada em plena natureza. Na maior parte do tempo, o jack russel é agitado, extrovertido e cheio de energia, mas ele também tem seus momentos de cafunés e sonecas.

Ele já foi um exímio caçador de marmotas: por isso, o jack russel está sempre enfiando o focinho em todos os buracos que encontra pelo caminho. Ele gosta de partilhar as descobertas e sempre traz presentes para os tutores: uma pedra, uma raiz desenterrada e mesmo algum animal que estivesse dando sopa durante as suas rondas. Ele é baixinho, mas pode ser considerado um “pequeno notável”.

10. Schnauzer

os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Ele é encontrado em três tamanhos: miniatura (até 36 cm de altura), standard (até 50 cm) e gigante (até 70 cm). Podem ser pretos e brancos, prata e cinza ou totalmente pretos, mas todos eles são bem dispostos, obedientes, inteligentes e muito apegados aos tutores. São também barulhentos e um pouco territorialistas, mas nada que a educação adequada não consiga resolver.

“Schnauze”, em alemão, significa “focinho”. A principal característica da raça é o focinho alongado e largo, muito bem recoberto por pelos formando uma barba espessa, que pode ser lisa ou dura (o chamado pelo de arame). Os olhos arredondados e amigáveis, as orelhas sempre eretas e a cauda curta em constante agitação são outras características que tornam o schnauzer extremamente agradável e atraente. Ele é puro charme.

11. Collie

os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Quatro raças caninas atendem pelo nome de collie: rough (de pelo longo), smooth (pelo curto), bearded (com pelos espessos no rosto, formando uma barba áspera) e border (que veio da fronteira da Inglaterra com a Escócia e é considerado pelos especialistas como o cão mais inteligente de todos).

Todos eles, aliás, são muito inteligentes e gostam de atividades de adestramento: eles precisam de exercícios intensos. São também amorosos e muito dedicados à família, sempre dedicando atenção, carinho e cuidado com todos. “Collie” pode ter se originado tanto da palavra “coal” (carvão), quanto da ovelha “cooly”. Os cães da raça já atuaram como pastores e ajudando operários em minas de carvão nas Ilhas Britânicas.

12. Golden retriever

os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Um cachorro grande, elegante e gentil com todos, mesmo os estranhos. Ele apresenta pelos longos e sedosos. Eles requerem alguns cuidados especiais e podem ser de vários tons de bege, do palha ao dourado intenso. O golden retriever é um amigo para todas as horas, muito leal e atento a tudo que os tutores fazem.

Eles são cães de trabalho, mas adoram cafunés e momentos tranquilos ao lado da família. São excelentes parceiros para crianças e adoram brincar na água: mergulham sem medo no mar revolto e também se divertem com um borrifador. Quem quer adotar um golden retriever precisa se preparar para muitos momentos intensos e agitados.

13. Old english sheepdog

os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Ele é o “velho cão pastor inglês”. O sheepdog (literalmente cão de ovelha) é imenso e peludo, como se fosse um bicho de pelúcia gigante. ele parece ter nascido para ser abraçado e mimado, mas é também muito brincalhão, apesar de não ser um cão muito agitado. Basta que ele brinque 40 minutos por dia para continuar sendo um excelente companheiro.

Como todo cão pastor, o sheepdog é muito cuidadoso com as suas “ovelhas”, que, em casa, são os parentes (humanos, gatos e outros cachorros). Ele está sempre verificando se todos estão bem e em segurança. Os cães da raça precisam de espaço, mas também se revelam muito carinhosos, dormindo gentilmente aos pés dos tutores. São uma excelente opção para famílias numerosas.

14. Retriever do Labrador

os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

A raça foi desenvolvida no leste do Canadá, na península do Labrador. Trata-se de um cão valoroso, inteligente, obediente e com muita disposição. Ele já ajudou pescadores e marinheiros nas embarcações, mas impressiona os humanos pela sua lealdade, inteligência, coragem e alegria.

O retriever do Labrador tem pelagem bege, chocolate (fígado) ou preta, sempre curta e assentada. Ele late apenas quando necessário, é muito apegado a toda a família e passa o tempo todo se divertindo e divertindo a todos que estão à volta. Estes cães têm energia para dar e vender e adoram companhia: são cachorros grandes que gostam de colo e companhia.

15. Dogue alemão

os-cachorros-mais-fofos-do-mundo

Para encerrar a lista dos cachorros fofos, nada melhor do que um gigante que sabe o tamanho que tem e, por isso, não precisa ser agressivo nem dominante. O dogue alemão é um parceiro para todos os momentos. Extremamente alerta, ele é garantia de segurança, mas também é um amigo inseparável.

O dogue alemão é bem-humorado, divertido, parceiro e adora fazer bagunça, mas também sabe que os momentos de tranquilidade, ao pé dos tutores, são inesquecíveis. Eles protegem toda a família, do bebê ao bisavô, sem se esquecer do carinho devido ao gatinho recém-adotado. O dogue alemão impressiona em todos os sentidos: pela força, agilidade, graça, ternura, mansidão e devoção total à família.

Muitas outras raças caninas poderiam estar presentes nesta relação: afinal, não é à toa que eles são os nossos melhores amigos. Os cães conseguem unir proteção e carinho, diversão e relaxamento, amizade e muita alegria.

Eles são parceiros fiéis em todos os momentos: todos os cães são muito fofos, inclusive os vira-latas – que, aliás, não são cachorros “sem raça”, mas animais com raças diferentes unidas em um único corpo.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas