Gravidez psicológica em cachorras: o que fazer?

A situação costuma provocar muita ansiedade, irritação e alteração nas mamas são comuns.Confira dicas sobre o assunto!

A gravidez psicológica em cadelas acontece, geralmente, em cães que nunca tiveram relações e também que já passaram por mais um de um cio. Entre as alterações mais comuns destacam-se sinais de ansiedade, isolamento, irritabilidade frequente, além de alteração nas mamas.

Gravidez psicológica em cachorras

Por que ocorre a gravidez psicológica?

Uma das causas mais frequentes desta condição é devido a presença do hormônio da progesterona. Por exemplo, quando a cachorrinha vai dar a luz para os seus filhotes, o nível deste hormônio diminui e o nível de prolactina, ao contrário, aumenta. Este é o hormônio responsável pela produção de leite, e também pelo comportamento maternal. Além disso, durante a gravidez psicológica as fêmeas costumam ficar irritadas, ansiosas, entre outros.

Como reconhecer a gravidez psicológica?

As cachorrinhas tendem a preparar o ninho para a chegada dos filhotinhos. Neste contexto, as fêmeas costumam se isolar e, assim, as tetas dela incham e também ocorre a formação de uma secreção que pode ser esbranquiçada ou marrom. O aspecto lembra muito o leite. Além disso, a cachorra fica extremamente irritada, nervosa, e tende a lamber tanto as vulvas, quanto as tetas, além do apetite diminuir.

Outro comportamento comum em cadelas com gravidez psicológica, é que elas têm o hábito de carregar bonecas, bichinhos, entre outros brinquedos, e o carregam para o ninho. Ou seja, trata estes itens como se fossem os seus próprios filhotes e ficam extremamente possessiva com eles. Também podem sentir muito ciúmes dos brinquedos e ficar agressiva com o intuito de protegê-los.

Além disso, as cachorrinhas podem ficar muito carentes durante essa fase. Por exemplo, cães podem começar a deitar do lado do ano, várias vezes ao dia, para diminuir essa carência, mesmo que eles nunca tenham tido este hábito. Devido ao extinto materno, também, as cachorrinhas podem ficar mais agressivas e irritadas.

O que fazer?

Durante a gravidez psicológica é fundamental que o dono cuide das glândulas mamárias, porque elas podem inchar e provocar algum desconforto para o cachorro. O ideal é que o dono procure um veterinário, para que o profissional possa indicar o melhor tipo de tratamento para a sua cachorrinha.

Mas, muitas vezes, os sintomas da gravidez psicológica podem sumir sozinhos. Porém, se persistir é necessário procurar um veterinário. O tratamento para a condição costuma ser simples e umas das principais formas para prevenir a gravidez psicológica é por meio da castração.
A sua cachorrinha já teve gravidez psicológica? Como foi o tratamento? Conte para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *