Homem constrói rampa para ajudar seu cachorro idoso a entrar no carro

Por: em

Para ajudar o cachorro e facilitar o embarque, um homem construiu uma rampa especial. 

Os cachorros são os melhores amigos dos humanos e, às vezes, alguns humanos podem revelar que também são os melhores amigos dos peludos. Enquanto muita gente negligencia e até abandona cães e gatos “porque ficaram velhos e imprestáveis”, este homem decidiu ajudar o velho companheiro a embarcar no carro: ele construiu uma rampa especial. 

Seguir Cães Online no Facebook

O vídeo foi registrado em 10.09.21 e até o momento, mais de 1.26 milhão de internautas acessaram o arquivo apenas no canal do Youtube do serviço. 

homem-constroi-rampa-para-ajudar-o-cachorro
Créditos: Youtube/Viralhog

O vídeo 

Em uma manhã do final de outono, um motorista estava estacionado em uma rua de Nova York (EUA), quando observou uma cena curiosa: um homem já idoso preparava-se para transportar o cachorro, também idoso para algum lugar. 

O animal parece ter problemas de locomoção. O tutor usa uma espécie de alça de tecido para mantê-lo em pé. Mas o melhor ainda estava por vir. O novaiorquino caminhou até o carro, retirou uma rampa do porta-malas, estendeu-a e fixou-a com segurança para que o cachorro pudesse embarcar com mais facilidade. 

O motorista rapidamente registrou as cenas com o celular. Pode-se notar que, mesmo com o apoio da rampa, o cachorro tem dificuldade para entrar no carro. O tutor, ao que tudo indica, também não está nas melhores condições físicas, mas incentiva o peludo e espera calmamente que ele embarque no veículo.

As reações 

O vídeo do tutor ajudando o cachorro a embarcar no carro pode ser encontrado em diversas páginas online. No Youtube, alguns internautas não deixaram de comentar a dedicação do idoso, que faz questão de ter o peludo ao seu lado. 

“Homem mais velho ajudando o seu cachorro idoso. Apesar de parecer que ambos lutam com as limitações da idade, o vínculo parece eterno”, escreveu a ViralHog ao postar o vídeo. 

Muitos internautas se sentiram inspirados com a dedicação apresentada nas imagens. Os comentários não tardaram a aparecer: 

“Quando envelhecermos, todos nós merecemos ter a chance de ter um bom companheiro.” 

“O melhor amigo do homem, nos bons e nos maus momentos.” 

“Esses dois velhos são abençoados por terem um ao outro”. 

A amizade 

Nem o tutor nem o cachorro foram identificados, mas, considerando a idade de ambos – e as dificuldades inerentes à velhice, mesmo que nenhuma doença prejudique ou impeça a locomoção – a dupla com certeza partilhou momentos inesquecíveis e criou fortes laços de afeto. 

Homem e cachorro construíram uma sólida amizade, que não se desmancha com os pequenos problemas e percalços da vida. Antes de construir a rampa para ajudar o cachorro a entrar no carro, o tutor edificou um sólido companheirismo. 

O gesto pode parecer simples: basta adaptar uma prancha para que o cachorro possa entrar e sair do carro sem muito esforço. Não foi necessário nenhum insight inspirado para que a ideia fosse concebida e concretizada. 

Mas, o mais importante que transparece das imagens é que, em uma relação de amizade e companheirismo, ninguém é deixado de lado, ninguém fica para trás. Enquanto a vida permitir, tutor e cachorro continuarão compartilhando bons momentos. 

Para onde os parceiros estariam se dirigindo? Será que era apenas um passeio matinal, entre os muitos já realizados pela dupla? O cachorro estaria indo para uma consulta veterinária? É algo que provavelmente nunca saberemos. 

Mas sabemos que os dois amigos continuam se apoiando e estarão juntos, para o que der e vier. A melhor parte da adoção de um cachorro é a cumplicidade que se estabelece. Não importa se o parceiro é um filhote curioso e desengonçado, um adulto saudável e cheio de energia ou um idoso que precisa de ajuda mesmo nas atividades mais básicas. 

Ao adotar um cachorro, ninguém pensa como serão os dias, depois de dez ou quinze anos de convivência – ou até mais. Este vídeo, no entanto, demonstra que o futuro pode ser bem mais agradável na presença de um bom amigo. 

Enquanto o tutor se esforça para levar o cachorro – seja lá para onde for –, certamente o peludo retribui o carinho e o cuidado. As amizades e os amores não envelhecem. Cães sempre serão fiéis companheiros e alguns humanos fazem sentir que a lealdade realmente vale a pena. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News