Raça Beagle – Características da raça, fotos e vídeos

Enquanto alguns historiadores acreditam que o Beagle foi levado à Inglaterra no século XI, há aqueles que apostam em uma chegada mais tardia a esse país, no século XV. Independente da época, o que se sabe é que essa raça foi desenvolvida a partir de antigas linhagens de cães sabujos (cães rastreadores destinados à caça, principalmente de coelhos e lebres).

A popularização entre os caçadores ingleses só ocorreu no século XVI, tanto que a própria Rainha Elizabeth I tinha uma enorme matilha de Beagles. O nome da raça representa cães com características semelhantes, como o tamanho reduzido e predisposição natural para caçar.

Com o tempo, o padrão da raça foi definido de modo a identificar as características conhecidas hoje. O personagem Snoopy, que surgiu em 1950 em uma história em quadrinhos e depois virou desenho animado, ajudou a propagar a imagem do Beagle ao redor do mundo.

Características – Padrões da Raça Beagle

O Beagle mede, em média, de35 a45 cm. Os cães da raça podem pesar entre 15 e23 kg. Suas orelhas são longas e com pontas arredondadas, enquanto os olhos possuem tamanho médio, distantes um do outro.

A pelagem do Beagle é curta, densa e resistente, podendo ser em duas cores (branco e marrom) ou três cores (branco, preto e marrom). Independente da tonalidade, a ponta da cauda precisa ser branca.

Temperamento da raça Beagle

Por sua origem como cão de caça em matilhas, o Beagle é um animal bastante dócil e sociável. Crianças adoram essa raça, pois eles são muito ativos e brincalhões. Casas espaçosas são mais indicadas do que apartamentos para quem deseja criar um Beagle, pois eles gostam de bastante espaço para a realização de exercícios diários.

O faro apurado fez com que o Beagle se tornasse popular em diversos setores que precisam de cães farejadores. E não se engane pelo tamanho delicado. O Beagle ainda mantém seus instintos de caça, o que resulta em teimosia e até insubordinação. Portanto, você deve ser paciente e ter pulso firme se quiser controlar seu Beagle.

Outra dica é permanecer em casa o máximo possível, pois o Beagle pode desenvolver um comportamento destrutivo diante da solidão, acabando com móveis e jardins. Quando estão sozinhos, esses cães costumam latir bastante também. Por isso, nada de adotar ou comprar um Beagle se você não pode dar a devida atenção ao animal.

Dicas e cuidados com a raça Beagle

A criação de um Beagle requer uma série de cuidados, principalmente no que diz respeito à alimentação do animal. Como eles são muito gulosos, esses cães apresentam tendência à obesidade.  Além disso, eles estão propensos a problemas de pele, como alergias e eczemas.

Se você perceber uma bolinha vermelha ao lado dos olhos, vá até um veterinário, pois esse é um sinal de que seu cão pode ter glândula de Harder, que é um problema na glândula da terceira pálpebra. Com uma cirurgia ele pode voltar ao normal.

Beagles com base da cauda grossa podem desenvolver um problema chamado Beagle Tail, que é uma inflamação das glândulas anais, que consiste na formação de uma dobra entre o ânus e a cauda, o que causa inflamações na região. O tratamento dessa enfermidade é feito com drenagem da glândula, curativos antisépticos e pomadas anti-inflamatórias com antibióticos.

Fotos da raça Beagle

Vídeos da raça Beagle

4 Comentários

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *