Os cães, assim como nós, podem desenvolver a diabetes. Essa doença precisa ser identificada a tempo para proporcionar uma boa qualidade de vida. Saiba mais!

Assim como nós, os cães também podem ter Diabetes, sendo a incidência maior em fêmeas. A doença, geralmente, aparece quando o animal está na fase mais idosa, por volta de 8 anos de idade. A Diabetes do tipo 1 (insulina-dependente) é a mais comum. A doença pode ser provocada por diversos fatores, tais como, predisposição genética, pancreatite, algum tipo de debilidade no organismo e a obesidade, que pode ser considerada um dos fatores de resistência à insulina.

Diabetes Canina: Sintomas e Como Tratar

Os sintomas clínicos da doença podem variar bastante e nem todos os cães e gatos apresentam as mesmas características dos sinais clínicos. Os sintomas mais comuns podem ser ressaltados: emagrecimento, maior ingestão de água, o que faz com que o cão passe a urinar mais vezes durante o dia. Porém, outros sintomas podem ocorrer como o aumento do apetite – que gera a obesidade- ou até mesmo catarata, que é uma característica menos comum associada ao diabetes. Outro cuidado essencial é prestar atenção no aspecto da pele e verificar se ela está mais frágil ou quebradiça, porque isso pode indicar que o cão está metabolizando gordura corporal e massa para sobreviver. Entre outros sintomas, estão a letargia e a debilidade, que são sintomas agudos da doença e podem indicar Cetose e ou desidratação. Neste caso, o cão deve ser levado o mais rápido possível para o veterinário.

A Diabete é uma doença tratável, mas que precisa ser diagnosticada a tempo. É essencial que o dono preste atenção nos sintomas e qualquer suspeita o cão deve ser levado ao médico veterinário, para que ele possa detectar a presença ou não da Diabetes. O tratamento da doença é feito com administração de insulina, que deverá ser administrada ao longo de toda a vida do animal. A quantidade de insulina e a forma adequada do tratamento deverá ser prescrita pelo médico veterinário.

Quanto mais cedo for diagnosticada a presença da Diabetes melhor, para assegurar um tratamento e aumentar a expectativa de vida do cachorro. Um cachorro com diabetes pode ter uma qualidade de vida igual à de um cachorro comum, desde que o tratamento com insulina seja realizado corretamente.

A doença pode ser prevenida com alguns cuidados como o uso de uma dieta equilibrada e saudável, ou seja, não dê comida caseira para o seu cão. A Diabetes não é uma doença fatal, mas precisa ser controlada para garantir uma boa qualidade de vida para o animal.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui