25 maneiras de seu cão dizer que te ama

Por: em

Os cães não falam. Mesmo assim, o seu cão consegue de várias maneiras dizer que te ama. Veja algumas formas…

A maioria dos tutores se apegam muita ao rabinho abandonado e às lambidas quase descontroladas para saber do amor que os pets nutrem por nós. Contudo, eles vão muito além, demonstrando os sentimentos durante quase todo o tempo em que ficam acordados. Aqui, vamos relacionar 25 maneiras de seu cão dizer que te ama.

Vamos descobrir como os nossos peludos demonstram o amor que sentem pelos membros da família humana. Além de sentir, eles cuidam de todos e se preocupam sempre que percebem alguma coisa errada.

1. Muita emoção na chegada.

25-maneiras-de-seu-cao-dizer-que-ama-voce

Seu cão abre o berreiro toda vez que você volta para casa, independente do tempo da ausência? Isto é bastante comum. Não precisa ficar apreensivo: esta é apenas uma das maneiras que ele encontrou para dizer que ama você.

2. Lambidas e mais lambidas.

Eles estão simplesmente nos identificando: “ok, é ele mesmo”. Nós usamos principalmente a visão, os cães usam o olfato. E cheiram não só com o focinho, mas também com a boca. Por isto, para eles, lamber é fundamental.

3. Recepção aos saltos.

Os pulos de alegria (para nós, isto é apenas uma expressão figurada) são uma forma de demonstrar amor e alegria. Eles nos recebem pulando. Isto é um transtorno? Basta ensiná-los. Seja como for, eles nunca vão deixar de mostrar a excitação quando chegamos.

4. Trazem tudo para a cama.

Nossos cães – pelo menos aqueles que têm acesso – entendem que a nossa cama é o refúgio seguro. Por isto, eles tendem a arrastar tudo para cima dos lençóis: nossos sapatos, meias, etc. É apenas uma maneira de dizer: está tudo à mão, não precisa se preocupar.

5. Eles pulam para serem aparados no colo.

Esta é uma prerrogativa dos cães pequenos (ok, também dos de médio porte): eles adoram ser saltar para serem aparados no ar. É também uma prova de confiança. Você se jogaria de um caixote esperando que um estranho o amparasse?

6. Preferem dividir a cama apenas com você.

Os nossos cães são bastante ciumentos. Por isto, as namoradas e os namorados nunca são bem-vindos, especialmente no início dos relacionamentos. Para eles, dividir atenções não é algo fácil. Quanto mais amor, mais possessividade.

7. Mastigam móveis.

Eles costumam fazer isto quando passam muito tempo sozinhos. Tapetes, pés de mesa e cortinas dificilmente conseguem sobreviver aos ataques. Ou será que eles estão apenas querendo dizer que precisamos redecorar a sala?

8. Resgatam objetos.

No quintal ou na pracinha, eles correm apressados para buscar a bolinha ou graveto que nós atiramos. É uma brincadeira bastante sem graça, concorda? Com certeza, para eles, não. O que importa de verdade é a companhia.

9. Querem tomar banho conosco.

Apesar de quase todos os cães odiarem tomar banho (e acreditarem ser uma vingança pessoal quando os forçamos a isso), entrar no chuveiro, banheira ou piscina com o tutor tem um “sabor” totalmente diferente. Eles querem fazer qualquer coisa conosco. Até tomar banho.

10. Excelentes despertadores.

Algumas pessoas poderão dizer que eles fazem isto apenas por estarem famintos ou querem brincar. Mas, na verdade, eles nos acordam pela manhã cedo (inclusive aos domingos) porque não querem que nós percamos a hora. São animais previdentes.

11. Eles sorriem.

Apenas quem convive com um cão sabe estas coisas; os demais acreditam que nós estamos loucos. Mas eles sorriem de verdade. Pode não ser um sorriso igual ao nosso, mas aquela carinha só aparece nos momentos de muita felicidade. Não é verdade?

12. São excelentes analistas de personalidade.

Se você está indeciso sobre um novo relacionamento (amoroso, profissional, de amizade, etc.), apresente a pessoa ao seu cachorro. Se ele não gostar, pode esquecer. Na melhor das hipóteses, ele ficará neutro. Mas quase sempre ele quer o melhor para nós.

13. Proximidade máxima.

Provavelmente, os cães entendem que “ficar juntinho” é uma forma bastante eloquente de dizer que eles nos amam. Eles conseguem se espremer nos menores cantinhos, apenas para ficar ao lado da gente. E não importa o lugar.

14. A sombra.

Seu cão é do tipo que segue você por toda a casa? Isto é bem comum: ele está apenas se certificando de que está tudo bem. O comportamento é bastante comum nos dias de faxina, em que nos movimentamos mais dentro de casa (algo errado pode estar acontecendo, não é?).

15. Pés como almofadas.

Os cães gostam de transformar os nossos pés em almofadas. É uma forma de ficarem perto, dizendo “eu te amo” sem palavras. Eles também fazem isto quando a família recebe visitas. É como se dissessem: “eu também sou dono da casa, sabe?”.

16. O sexto sentido.

Ele é infalível e se manifesta das mais diversas maneiras. Uma delas é obrigá-los a correr para a janela e ficar de plantão quando um dos membros da família está chegando. É como se eles pressentissem o regresso para casa.

17. “Mas eu me mordo de ciúme”.

Nossos cães têm ciúme de tudo. Pessoas estranhas, vizinhos, novos amigos, parentes distantes, e até de algumas situações, como, por exemplo, quando o tutor passa tempo demais no computador, sem lhes dar a devida atenção.

18. Trazem a coleira.

Muitos cães, quando a hora do passeio diário está se aproximando, já pegam a coleira e a corrente. Convenhamos, eles estão facilitando a nossa vida: afinal, não precisamos nos preocupar em pegar os equipamentos de passeio. Mas, talvez, eles estejam dizendo que precisamos nos exercitar um pouco mais de uma forma sutil. Quer melhor maneira de declarar amor?

19. Aspiradores superpotentes.

Eles engolem qualquer coisa que caia no chão. Isto quer dizer que os nossos cães são gulosos demais? De forma alguma. É apenas a maneira que eles encontraram para nos ajudar nas tarefas de casa: eles deixam tudo limpinho, do jeito que nós gostamos.

20. Brincalhões insistentes.

Apesar de eles passarem alguns bons momentos com um brinquedo ou outro (especialmente quando é um objeto novo), na maior parte do tempo, eles preferem dividir a brincadeira conosco. Por isto, é muito comum que eles tragam brinquedos e mais brinquedos a cada cinco minutos. É também uma forma de deixar a brincadeira à nossa escolha.

21. O guarda-costas.

Não importa o tamanho: do pinscher ao dogue alemão, os cães exercem as funções de segurança e vigilância com bravura. Eles estão sempre verificando se está tudo ok com a casa e com os membros da família – mesmo nas situações em que isto é totalmente desnecessário.

22. Um ombro amigo.

Conhece algum amigo que está sempre disponível (mas sempre disponível, mesmo) quando precisamos desabafar? É o seu cachorro. Não importa o motivo: um dia difícil no trabalho, uma decepção amorosa, um diagnóstico médico complexo ou uma unha quebrada. Eles estão prontos para nos ouvir, seja de dia, seja à noite.

23. Enfermagem 24 horas.

Se alguém da família fica doente, não há melhor enfermeiro do que o cachorro da família. Ele fica a postos, ao pé da cama, para eventuais emergências. Alguns se recusam até mesmo a deixar o quarto para comer ou fazer xixi. É dedicação total a você.

24. Superação.

Quando, ao contrário, é o cão que fica doente, ele faz questão de não demonstrar que está indisposto ou dolorido, por mais dengoso que seja normalmente. A menos que seja uma doença muito séria, ele prefere esperar a cura ao lado do tutor – ou no colo dele.

25. Beijinho de esquimó.

Nos momentos em que eles estão particularmente interessados em dizer que nos amam, o beijinho de esquimó sempre entra em cena. Não sabe o que é? É o esfregar de narizes (no caso, nariz humano e focinho canino). É uma forma íntima de partilhar sentimentos.

Exageros à parte, os cães passam boa parte do tempo dizendo que eles nos amam. Se a demonstração for excessiva, sempre é possível adestrá-lo para ser mais contido. Seja como for, é bom demais receber mostras de afeto, especialmente quando a gente menos espera.