Como escolher a ração adequada para seu cachorro

Por: em

Ser responsável com a alimentação do seu cão é fundamental. Você sabe quais são as diferenças entre as diversas rações disponíveis no mercado e qual delas é mais adequada para o seu amigo e para o seu bolso? Descubra a seguir.

O seu cão é bem nutrido? Por que a ração é a forma mais indicada para alimentar os peludos? Sabemos que os cachorros domésticos não escolhem o que vão comer, simplesmente se alimentam do que os seus donos lhes oferecem. Essa é uma questão muito importante pois a qualidade de vida dos animais de estimação está diretamente ligada à dieta que lhes é disponibilizada. A nutrição canina é bem diferenciada da humana e por serem animais essencialmente carnívoros precisam ingerir proteína animal de qualidade, de fácil absorção pelo organismo, para que se desenvolvam de forma saudável. Muitos donos vegetarianos acreditam que seus peludos também o devem ser, e assim passam a agir de forma agressiva e negativa em relação às demandas nutricionais de seu melhor amigo. Acompanhe, a seguir, dicas valiosas de nutrição canina baseadas na escolha da melhor ração.

Como escolher a ração adequada para seu cachorro

Seguir Cães Online no Facebook

Os cachorros domésticos são uma evolução dos canídeos selvagens, representados pelos lobos, dentre outros, e que em ambiente natural se alimentavam da carne, ossos, pele e pelos das suas presas. Os cães domésticos devem ter uma alimentação tão variada quanto a dos seus antepassados e atingir esse equilíbrio com comida caseira não é fácil e muito menos barato. Assim, a ração surge como uma boa alternativa para a nutrição canina, pois muitas apresentam qualidade e quantidade adequadas de nutrientes de acordo com a fase de desenvolvimento fisiológico do cão. Vejamos, a seguir, os principais tipos de ração disponíveis no mercado brasileiro!

As rações populares/comuns são as mais baratas e com menor qualidade, pois são compostas basicamente por farelo de soja e milho, sendo pouco assimilados pelo organismo canino. Assim, o cachorro precisará consumir uma quantidade maior para se sentir saciado, além de precisar de uma suplementação vitamínica e mineral. A ração standard é intermediária, tanto em relação ao preço quanto à qualidade, sendo composta basicamente por farelo de osso e carne de aves. As marcas mais conhecidas do mercado geralmente são desse tipo, pois é comum investirem muito em propaganda para conquistar o consumidor, criando associações de cores e formas para os grãos da ração. É importante que o consumidor saiba que, na maioria das vezes, essas variações de cor e formas são simplesmente estéticas, não sendo indicativas de composições nutricionais diferenciadas entre os grãos. As rações premium/super-premium sãos as que apresentam o valor de compra mais elevado (mesmo sendo muito mais baratas do que uma dieta canina, saudável, ministrada com comida caseira) e a melhor qualidade, pois são compostas basicamente por carnes com alto grau de absorção. Assim, o cachorro consome uma quantidade menor, fica saciado mais rápido, a quantidade de fezes diminui e a ração dura um bom tempo.

Como escolher a ração adequada para seu cachorro

É importante lembrar que a ração deve ser consumida seca, pelo cão, agindo como abrasivo para os dentes e evitando o tártaro. Os peludos se adaptam de forma
diferenciada às dietas e o profissional adequado para acompanhar esse processo é o veterinário, podendo sugerir melhores adequações nutricionais para cada caso.

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News