Se existe um assunto que causa polêmica e divergências entre donos de cachorros e especialistas é a destinação das fezes do animal. Alguns donos irresponsáveis simplesmente não recolhem as fezes de seu cão logo após os passeios, deixam as ruas do bairro e os parques sujos e ainda possibilitam que algum pedestre desavisado acabe por sujar o sapato. Há também donos que recolhem as fezes com um tipo de pá com recipiente próprio e as descartam no vaso sanitário de casa. Por fim, há aqueles que usam as tradicionais sacolinhas plásticas para recolher as fezes e em seguida as jogam no lixo.

Como fazer adubo com as fezes do seu cachorro?

Os especialistas indicam que o segundo método é realmente o mais eficaz, visto que assim as ruas não ficam sujas, não há risco de outros cães e seres humanos se contaminarem com possíveis parasitas nas fezes e ainda não são usadas sacolas plásticas, que levam muitos anos para se decompor. Quem, no entanto, ainda tem certa restrição com este tipo de destinação pode recolher as fezes de seu animal na rua e transformá-las em adubo natural, que além de garantir que o jardim de casa fique mais saudável e bonito ainda contribuirá com a limpeza das ruas.

Como fazer adubo com as fezes do seu cachorro?

Para fazer o adubo é muito simples. Basta separar alguns pneus velhos, empilhá-los e colocá-los ao lado de árvores em seu quintal. Na sequência é só encher o espaço no meio dos pneus com folhas secas, colocar as fezes por ali também e tampar com uma tampa de lixo de plástico. Com este procedimento não há cheiro ruim e você ainda deixa de utilizar produtos químicos na manutenção de seu jardim.


9 COMENTÁRIOS

  1. tenho 11 cães, e penso em bater as fezes no liquidificador junto com água, coalas e depois colocar em um regador para por nas plantas de minha casa.Lógico que terei um liquidificador só para isto. Voces saberiam me dizer se o resultado seria positivo? MAURO

  2. O ideal é depois de secar totalmente a mistura. O apoio do Sol é benvindo, pois os raios solares matam impurezas e secam a mistura naturalmente. Depois de seco, esfarelar junto com as folhas e cascas de frutas e legumes para criar uma liga de afinidade com o local a ser adubado. Entretanto, o fundamental é manter a alimentação do cão com ração enriquecida de vegetais e oferecer ao cão que produzira o esterco cascas de frutas para serem trituradas em seu próprio organismo. Para aqueles que acreditam em esterco de bovinos e equinos em detrimento de cães lembrem que animais em confinamento são também contaminados em sua alimentação, onde inclui-se em alguns casos até folhas de jornais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui