Veterinário organiza comboios para resgatar animais abandonados na Ucrânia

O veterinário Jakub Kotowicz resgatou a vida de centenas de animais na Ucrânia desde o início da guerra.

As guerras sempre produzem vilões e heróis. Desde que sofreu a invasão da Rússia, em fevereiro de 2022, a Ucrânia já perdeu milhares de vidas humanas e um número incalculável de perdas entre animais. O veterinário Jakub Kotowicz decidiu fazer a sua parte e está organizando comboios para resgatar cães e gatos nas regiões em conflito.

O confronto bélico já causou o deslocamento de mais de 250 ucranianos. Muitos deles tiveram de deixar para trás os seus animais de estimação. Este veterinário, até o momento, já salvou a vida de pelo menos 200 gatos e 60 cachorros.

Veterinário organiza comboios para resgatar animais abandonados na Ucrânia
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

Além de retirar os animais de áreas abandonadas pela população, Kotowicz está recolhendo os cães e gatos e tratando eventuais ferimentos e doações, para prepará-los para o encaminhamento a novos lares adotivos.

O trabalho

Entre as vítimas, ele encontrou até mesmo um cabrito. Um dos casos mais delicados foi o de uma cachorra encontrada com um projétil alojado na coluna vertebral. Kotowicz vive na Polônia e viaja para a Ucrânia graças a um passe diplomático, que franqueia a passagem dos comboios humanitários pela fronteira.

veterinario-organiza-comboios-para-resgatar-animais-na-ucrania
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

O trabalho do veterinário e de um grupo de voluntários está restrito à região de Lviv, uma cidade histórica que tinha 800 mil habitantes antes da guerra, na Ucrânia. Os comboios são planejados para durar cerca de uma semana e, infelizmente, só conseguem atingir a região oeste do país.

A rota é extremamente perigosa, apesar de os russos terem cessado provisoriamente os ataques ao oeste da Ucrânia. Os animais precisam ser localizados, estabilizados e viajar longas distâncias até um hospital universitário. Eles chegam estressados, desidratados e desnutridos.

veterinario-organiza-comboios-para-resgatar-animais-na-ucrania
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

Os animais, deixados para trás em momentos de desespero pelos próprios tutores, muitas vezes estão feridos. Na melhor das hipóteses, eles são resgatados com desnutrição e hipotermia em alto grau – é importante considerar que o conflito está se desenrolando na primavera no hemisfério norte, ainda com noites e madrugadas muito frias.

Parte dos animais resgatados por Kutowicz e equipe tiveram de ser eutanasiados pouco depois de terem sido encontrados, mas a maioria consegue realizar a viagem para a segurança. O objetivo é tratá-los e encaminhá-los para lares adotivos, mas alguns gatos salvos conseguiram se reunir com seus tutores ucranianos.

veterinario-organiza-comboios-para-resgatar-animais-na-ucrania
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

Kutowicz é o fundador da ADA Foundation, fundada quando o veterinário tinha 17 anos e estava começando a se interessar pelo estudo da veterinária. Atualmente, o médico tem 32 anos de idade.

A ADA é famosa por não admitir o abate de animais, mesmo idosos e abandonados. A equipe de Kutowicz recorre a eutanásias apenas em casos extremos: sempre que houver possibilidade de restituir a saúde de um animal, médicos e enfermeiros se envolvem nos tratamentos, independente das condições de atendimento.

veterinario-organiza-comboios-para-resgatar-animais-na-ucrania
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

A organização vive de doações e está sendo auxiliada por ONGs do mundo inteiro, especialmente depois da divulgação de notícias sobre os primeiros comboios de resgate na zona de guerra. Os voluntários precisam de medicamentos, material cirúrgico, alimentos, agasalhos, etc.

Vira, a cachorra resgatada com uma bala na espinha dorsal, teve a saúde recuperada e conseguiu uma cadeira de rodas adaptadas, também através de doações. O animal perdeu os movimentos nas pernas traseiras.

veterinario-organiza-comboios-para-resgatar-animais-na-ucrania
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

A sede da ADA fica em Przemysl, na Polônia, a poucos quilômetros da fronteira com a Ucrânia. A fundação organizou um hospital de campanha no local, face ao grande número de vítimas socorridas ao local. O trabalho está muito bem gerenciado, mas o principal problema continua sendo trazer os pacientes de ruínas e escombros.

Por motivos de segurança, os itinerários traçados por Kutowicz e sua equipe não são divulgados com muita antecedência, mas estima-se que o próprio comboio seguirá viagem nas próximas semanas, contando com o apoio de voluntários da Dinamarca, do Canadá e dos EUA. A rotina deverá ser mantida enquanto durarem os conflitos.

veterinario-organiza-comboios-para-resgatar-animais-na-ucrania
FACEBOOK/ CENTRUM ADOPCYJNE «ADA»

A ADA é apenas uma das entidades que está atuando em socorro dos animais atingidos pelos horrores da guerra. Diversas outras instituições têm entrado no território polonês para resgatar principalmente cães e gatos, mas já houve necessidade inclusive de transportar animais mantidos em zoológicos, em Lviv e Kharkiv.

Postagens Relacionadas