As 10 raças caninas mais populares do mundo

Apresentamos a relação das dez raças mais caninas mais vendidas no mundo inteiro. Confira.

Relacionar as dez raças caninas mais populares do mundo não é uma tarefa fácil. Muitas pessoas irão discordar, uma vez que as preferências variam de acordo com o porte, a utilidade do cão, a inteligência (que pode ser traduzida por facilidade de adestramento), as recordações de infância, etc.

Cada indivíduo conhece os seus prediletos e pode torcer o nariz para algumas das raças caninas aqui apresentadas. Seja como for, a lista foi elaborada a partir dos registros mantidos pela Federação Cinológica Internacional, entidade fundada em 1911, sediada em Paris, que congrega os principais representantes nacionais da cinofilia.

dez racas caninas mais populares do mundo

Infelizmente, ficam fora do ranking os chamados animais sem raça definida (SRD), os simpáticos vira-latas, assim conhecidos mesmo quando são criados à base de filé mignon. De longe, os cães SRD constituem a maioria dos animais de estimação, mas, como não há registro de guarda, não é possível mensurar quantos deles vivem entre os humanos.

10) Poodle

A raça poodle, que pode ser encontrada em diversos tamanhos (o padrão permite o registro de poodles gigantes, standard, pequenos e toys, mas desaconselha a criação de animais microtoy), mas hoje é menos popular entre criadores e famílias interessadas em sua adoção.

raças-mundo-Poodle

Trata-se de mais uma raça mergulhadora. A tosa do poodle, aliás, está relacionada ao seu “ofício” original, mantendo a pelagem mais farta no crânio, orelhas, peito e articulações, sem impedir que os animais se lancem na água para recolher patos e gansos (atividade que muitos poucos deles desenvolvem nos dias atuais). Um poodle é tranquilo e carinhoso, mas pode se tornar bastante dengoso e manipulador, quando é mal educado.

9) Pug

Pequeno, companheiro e bastante “grudento”, o pug é considerado um cãozinho lindo por muitos – mas uma aberração por outros. Trata-se de mais um “imigrante chinês”, cujos registros mais antigos datam de 1700 a.C. Os primeiros exemplares foram levados para a Europa por colonizadores e missionários holandeses e ingleses. Os cãezinhos de cara amassada conquistaram imediatamente as cortes europeias do século XIX.

raças-mundo-Pug

E, uma vez que diversas nações do Velho Continente dominavam extensos territórios da América, em pouco tempo, muitos pugs aportaram em diversas colônias, da Argentina ao Canadá. Os cães da raça são tranquilos e dorminhocos. Por terem a cana nasal muito curta, eles não toleram atividades físicas muito intensas.

8) Shih tzu

De pelo longo ou curto, os shih tzu encantam pela graciosidade e pelo pequeno porte. A origem da raça se perdeu no tempo, mas está envolvida em diversas lendas. A mais popular conta que uma princesa chinesa e um plebeu mongol, apaixonados, decidiram unificar as raças mais comuns em seus países: o pequinês e o lhasa apso.

raças-mundo-shih-tzu

Shih tzu significa “cão leão”. Durante séculos, os cães da raça foram mantidos dentro dos portões dos palácios chineses, afastados do convívio com outros animais. A popularização ocorreu apenas na década de 1940, por um motivo curioso: invadida pelo Império Japonês, a China viu boa parte de sua cultura e simbolismo destruída pelos guerreiros. Alguns exemplares foram resgatados por soldados ingleses – e acabaram se espalhando pelo mundo todo.

7) Golden retriever

Apesar de algumas semelhanças, o golden retriever e o retriever do labrador possuem trajetórias bem diferentes. O retriever dourado foi desenvolvido na Escócia; os habitantes locais desejavam obter um cão mergulhador e destemido, disposto a enfrentar pântanos e brejos para recuperar a caça.

raças-mundo-golden-retriever

Os exemplares atuais continuam bastante corajosos, mas são adotados especialmente por quem deseja ter um cão de companhia para todas as horas: passeios, brincadeiras, proteção de crianças e idosos (graças ao comportamento tranquilo) e até mesmo uma “patrulha” pela propriedade. Não são exatamente cães de guarda, mas adoram nadar e jogar frisbee.

6) Yorkshire terrier

O comportamento de um yorkshire terrier reflete a postura dos donos: mimado, ele se torna manhoso e dengoso (um destes indivíduos chegou a ser carregado na bolsa pela personagem da atriz Reese Whiterspoon, em “Legalmente Loira”.

raças-mundo-yorkshire-terrier

Educado com mais liberdade, ele desenvolve certo senso de autonomia – afinal, ele é um representante dos cães terriers, grupo de caçadores desenvolvidos há séculos na Europa. Os cães originais eram maiores, mas a maioria dos criadores deu preferência a animais de pequeno porte, com pelagem cada vez mais longa. É outra raça ideal para apartamentos, mas precisa de passeios diários.

5) Boxer

Em função da aparência da cara, os boxers quase sempre assustam e, por isto, carregam injustamente e fama de ferozes e agressivos. Na verdade, estes cães, cuja origem é reclamada por Alemanha e Holanda, são leais, amorosos e inteligentes. A musculatura desenvolvida e a movimentação enérgica e forte, no entanto, muitas vezes escondem um comportamento tímido e até medroso.

raças-mundo-boxer

O boxer é um companheiro ideal para residências térreas. O comportamento é seguro, de nervos firmes, o que permite a estes cães agirem tanto como animais de companhia, como de guarda. Estes cães são pouco exigentes (o cuidado mais frequente é a limpeza das dobras, que podem acumular impurezas) e se dão muito bem com todos os membros da família, inclusive bebês.

4) Dachshund

Muito poucos brasileiros conhecem estes cães pelos nomes da raça: dachshund ou teckel. A maioria os confunde com bassês (maiores, mais orelhudos, mais curtos, de pelagens diferentes). Durante muito tempo, o dachshund foi “batizado” como bassê Cofap, por ter estrelado uma longa campanha publicitária dos equipamentos automotivos desta empresa.

raças-mundo-dachshund

Apesar do pequeno porte, o dachshund é extremamente territorialista e, bem lá no fundo, deve se imaginar um potente cão de guarda. São animais muito brincalhões e companheiros, mas as suas orelhas (de tamanho médio) estão sempre atentas a sinais de possíveis invasões (não que eles possam fazer muito para evitá-las). Os teckels podem ser criados em apartamentos e casas térreas. O único cuidado é que eles podem se tornar bastante ciumentos.

3) Beagle

Talvez o sucesso da raça seja devido ao Snoopy, o simpático cãozinho dos quadrinhos de “Charlie Brown”, talvez ele tenha cativado a simpatia dos humanos por protagonizar o desenho animado “O Cão e a Raposa” (EUA, 1981).

raças-mundo-beagle

Muito dorminhoco, mas, por outro lado, extremamente curioso, um beagle nunca deixa de investigar a origem de um som estranho, a instalação de um móvel novo ou mesmo a simples mudança de local de um objeto de decoração. Originalmente caçadores, os cães da raça mantêm até hoje um faro bastante apurado. É um cão de porte pequeno a médio – pode ser criado em qualquer ambiente, desde que haja espaço para explorar e exercitar-se.

2) Retriever do labrador

Amigáveis, brincalhões e muito companheiros, os cães desta raça originária do Canadá figuram em qualquer lista de raças caninas mais populares. Retrievers do labrador são criados no mundo todo, em função das suas características tranquilas, tanto com a família, como com outros animais de estimação presentes no ambiente.

raças-mundo-labrador

Desenvolvidos originalmente para a caça de aves aquática, os retrievers do labrador continuam adorando água. Por isto, é preciso cuidado ao caminhar com um deles por um parque equipado com lago (ou pela margem de um rio). Estes cães precisam de muita companhia e quase sempre revelam comportamento protetor, sendo ideais para casas com crianças e idosos.

1) Pastor alemão

A raça foi desenvolvida na Alemanha e o primeiro registro ocorreu no início do século XX. No decorrer das duas grandes guerras que devastaram a Europa, os pastores alemães quase foram extintos – especialmente quando passaram a ser identificados como “cães nazistas”.

raças-mundo-pastor-alemao

Os representantes da raça são dóceis (inclusive com criança), facilmente adestráveis e podem atuar como cães de guarda, de proteção, ou exercendo funções que vão da guia de cegos à identificação de drogas e produtos exóticos. O pastor alemão é utilizado por instituições policiais e militares e considerado o mais bem sucedido nas tarefas oficiais.

A popularidade das raças caninas apresenta grandes variações. Apesar de um clássico, como o pastor alemão, manter-se firme no Top Ten, muitas entram e saem da moda. Um filme de sucesso pode fazer explodirem as vendas de cães (fato que já ocorreu com os dálmatas e os cocker spaniels), que se reduzem gradualmente.



Gostaria de receber histórias sobre cachorros no Facebook? Clique para curtir o Cães Online
Receba atualizações do Cães Online no seu email,
ganhe brindes e participe de promoções!
É gratuito!

Comente