Cãozinho levou mulher até o irmãozinho, para que ele fosse resgatado

O cãozinho encontrou uma mulher estranha e levou-a até o irmão, que também precisava de ajuda.

Uma ativista dos direitos dos animais se esforça para mitigar a triste situação dos animais sem teto na China. Recentemente, ela encontrou um cãozinho que, em vez de simplesmente aceitar a atenção e o alimento oferecidos, levou a mulher até o irmãozinho, para que ele também fosse ajudado.

Milhões de cães abandonados tentam sobreviver nas ruas de cidades grandes e pequenas da China. Estima-se que haja mais de 80 milhões de animais vadios, entre cachorros e gatos. O problema se agravou durante a pandemia de Covid-19, porque uma notícia falsa, informando que os cachorros podiam transmitir a doença, espalhou-se no país.

caozinho-levou-uma-mulher-ate-o-irmao-para-que-ele-fosse-resgatado

O cãozinho

A mulher que se deparou com a cena inusitada do cãozinho que também esperava ajuda para o irmão é voluntária do Northeast Animal Rescue, uma organização de resgate de animais domésticos comprometida com o abrigo, tratamento e realocação de cachorros e gatos.

caozinho-levou-uma-mulher-ate-o-irmao-para-que-ele-fosse-resgatado

A ONG está instalada em Shenyang, capital da Província de Liaoning, no nordeste da China. Fiona é uma espécie de relações públicas da Norheast Animal Rescue. Ela aparece em diversos vídeos da entidade, interagindo com os cães abrigados e apresentando os novos projetos. Ela também participa de ações em campo, como este resgate de dois cãezinhos.

Os voluntários do abrigo visitam regularmente algumas aldeias da região. Eles oferecem alimento e, na medida do possível, também prestam atendimento médico, já que os consultórios veterinários são raros.

Numa dessas rondas, Fiona encontrou um cãozinho solitário, sentado na escadaria de acesso a uma antiga casa abandonada. Os cachorros costumam andar em bandos e fazem estardalhaço quando reconhecem os ativistas, mas este peludo estava quietinho, como se estivesse esperando alguma coisa.

caozinho-levou-uma-mulher-ate-o-irmao-para-que-ele-fosse-resgatado

O cãozinho não ficou parado por muito tempo. Quando Fiona se aproximou, ele correu à frente, como se quisesse guiá-la a algum lugar. O cachorro subiu os degraus e ficou esperando a aproximação da benfeitora.

Fiona acreditou que o cãozinho estava chamando a sua atenção para a mãe, que talvez estivesse com uma ninhada carente e faminta. Ela seguiu o pequeno animal entre os degraus e rampas já desgastados da construção em ruínas.

O cãozinho parecia confiante. Ele levou Fiona até um único cachorro – pelas características e o porte, era provavelmente o irmão do “guia”. Talvez a mãe e os irmãos de ninhada tivessem sofrido algum tipo de acidente.

caozinho-levou-uma-mulher-ate-o-irmao-para-que-ele-fosse-resgatado

Fiona procurou pelo restante da ninhada, mas não conseguiu encontrar nada. Aparentemente, o esperto cãozinho só tinha um irmão, uma única referência no mundo. E certamente ele não pretendia afastar-se da “família”.

A mulher ainda procurou rastros da mãe e de outros irmãos, mas ela tinha pouco tempo. Dois filhotes, vivendo em condições sem alimento nem higiene, deveriam ter necessidades urgentes a serem satisfeitas. Fiona pegou os dois cachorrinhos e os levou diretamente para o abrigo.

Os dois irmãos receberam os nomes de Buddy e Rocky. Eles pareceram encantados ao entrar pela primeira vez em uma casa – com comodidades mínimas, mas aquilo era muito mais do que eles poderiam supor que existisse.

caozinho-levou-uma-mulher-ate-o-irmao-para-que-ele-fosse-resgatado

Buddy e Rocky receberam o primeiro banho quente da vida – e gostaram muito da experiência. Eles foram alimentados e colocados em uma cama quentinha. Na manhã seguinte, eles já estavam prontos para explorar os cômodos do abrigo e conhecer um mundo inteiramente novo.

O Northeast Animal Rescue conta com poucos recursos – nem sequer um veterinário fixo com plantões no local. Os voluntários dependem de doações para tudo e precisam, muitas vezes, selecionar os cães que serão resgatados. Eles dão preferência aos filhotes, que correm riscos maiores vivendo nas ruas.

Os dois cãezinhos estavam vivendo no abrigo. Eles estão crescendo fortes e saudáveis, aparentemente sem nenhum problema mais sério. Os animais foram vacinados contra raiva e estão na fila da esterilização.

Em breve, Buddy e Rocky entrarão para a lista de adoções. Eles serão apresentados pelo Northeast Animal Rescue aos potenciais candidatos, esperando encontrar uma família amorosa e responsável.

Depois de viverem em uma casa abandonada, privados de tudo e, mesmo assim, terem mantido a lealdade um ao outro, Buddy e Rocky com certeza merecem uma nova oportunidade da vida. Esta história não começou bem, mas tem tudo para chegar a um final feliz.

Veja o vídeo:

Postagens Relacionadas