Você sabia que o Pedigree é o único documento que comprova a pureza da raça?Confira as dicas e curiosidades sobre este documento, que é tão pouco conhecido.

Certamente, todas as pessoas já ouviram falar sobre o Pedigree, mas poucas sabem realmente o seu significado. Ele consiste em um documento, ou melhor, um certificado de registo que vai expor as características genéticas do cão e informações sobre a sua linhagem.

Dicas e curiosidades sobre o Pedigree

No Pedigree, vai estar descrito a árvore genealógica dos cães, as características genéticas de acordo com a raça, cor e tipo do pelo, entre outras informações. Para você ter uma ideia, a palavra “Pedigree” é de origem francesa e designa “Pied de Grue”, que quer dizer pé de grou. Neste contexto, o grou significa uma pegada com três traços para frente e um para trás, que se assemelha ao registro de ancestralidade elaborado pelos genealogistas nos livros de linhagens.

Antigamente, este certificado de registro era usado para elaborar a árvore genética dos seres humanos, mas a partir de 1608, o Pedigree passou a ser utilizado para fazer a genealogia dos animais e assim registrar a sua linhagem e informações da raça.

O Pedigree é o único documento que, realmente, certifica que seu cão pertence a uma determinada linhagem. Assim, nele vão estar registrados diversos tipos de informações diferentes como títulos ( se existirem), ascendência, linha de sangue ou de criação, nome da raça e do criador, data de nascimento e nome dos filhotes, entre outros tipos de assuntos.

Portanto, quem quiser saber se o cão tem Pedigree o dono dele deve ter o registro. Mas, quem desejar fazer um Pedigree para o seu cão deve leva-lo a alguma exposição de beleza de raça pura, e solicitar aos juízes especializados que examinem o cão de acordo com padrões internacionais. Se for aprovado, ele passa a ter um certificado denominado Pureza Racial, que também é chamado de CPR.

Dicas e curiosidades sobre o Pedigree

No CPR os campos de filiação ficam em branco, porque eles passam a ser preenchidos somente após a terceira geração do cão, quando passam a ter o RG com a árvore genealógica completa.

Entretanto, não são todas as raças caninas que podem ter Pedigree, somente as que são reconhecidas pela Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), que é filiada a Federação Cinófila Internacional ( FCI ).

Dentre algumas raças que podem ter Pedigree destacam-se o Golden Retriever, Labrador, Lulu da Pomerânia, Poodle, Pinsher, Pug, Beagle, Chow, Colly, entre muitas outras. Cães que tem Pedigree costumam ter um preço mais alto, e muitas vezes essa diferença realmente é grande


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui