Mesmo inocente, cachorro caramelo “se rende” em abordagem policial

O cachorro deve ter achado que era brincadeira e se rendeu ao lado de suspeitos na abordagem policial.

Apesar de ser inocente, um cachorro se rendeu aos policiais que fizeram uma abordagem de suspeitos – uma operação de rotina. O caso aconteceu em Itaperuçu, na região metropolitana de Curitiba e viralizou quando um dos oficiais postou fotos do peludo deitado no chão.

De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Militar do Paraná, os agentes estavam em patrulha pela cidade quando perceberam dois homens em atitude suspeita. Os prováveis fugitivos foram detidos e imobilizados. Um cachorro que os acompanhava também acatou as ordens policiais.

A abordagem

Os dois detidos estavam a bordo de uma motocicleta em alta velocidade. Ao serem parados, os policiais constataram que o veículo era objeto de roubo e, por isso, conduziram o flagrante. A operação, ocorrida em 06.03.22, durou poucos minutos, mas a repercussão mobilizou a cidade por bastante tempo.

cachorro-se-rende-em-abordagem-policial

Aparentemente, o cachorro SRD, de porte médio para grande, não conhecia os suspeitos: ele apenas parou para observar a movimentação. Mas, quando os policiais obrigaram os detidos a se deitar no chão, o peludo entendeu que a ordem também era para ele: ele também se deitou ao lado e retraiu as patas, em posição de submissão.

As fotos da situação inusitada foram postadas em uma rede particular de um dos agentes, no WhatsApp. Rapidamente, no entanto, as imagens passaram a ser curtidas e compartilhadas, viralizando em diversas redes sociais.

A operação policial chamou a atenção de internautas e também da imprensa. O policial Tiago Wendrechoviski foi entrevistado pelo portal G1 e disse que o comportamento do cachorro – um vira-lata rapidamente batizado de Caramelo – despertou curiosidade e ajudou a descontrair a tensão daquele momento.

Disse o soldado: “Achei que o cachorro foi bem parceiro dos caras. Foi estranho, porque o animal não conhecia os suspeitos. Acho que ele se compadeceu com a situação e acabou se deitando ao lado deles”.

Ao UOL Notícias, o soldado Maurício Brito disse que foi uma situação surpreendente, especialmente porque o cachorro não estava acompanhando os suspeitos:

“A gente abordou os indivíduos e colocamos eles deitados no chão, porque um deles estava armado [foi encontrado um revólver calibre 38]. O cachorro estava passando no momento da revista à dupla, deve ter pensado que era uma brincadeira e resolveu deitar-se com eles.”

Caramelo, com certeza, é um cachorro solidário. Ele estava apenas caminhando no mesmo local em que os dois homens foram avistados em atitude suspeita, mas permaneceu deitado em posição de rendição, durante toda a operação policial.

Internautas de todo o Brasil também entraram no clima de brincadeira da situação inesperada, com mensagens de apoio ao peludo:

“O que será que o cachorro fez de errado?”, “O Caramelo é culpado ou inocente?” e “Inocente, aí, só o Caramelo, mesmo” são alguns dos posts que inundaram as redes sociais. As fotos e vídeos da abordagem foram compartilhadas milhares de vezes em poucas horas.

Os policiais disseram que são comuns os assaltos na região, com dois indivíduos e uma moto. Quando os agentes se aproximaram, os suspeitos tentaram fugir, tendo provocado uma perseguição curta. Trata-se de uma abordagem corriqueira, mas um cachorro se rendendo junto com os suspeitos é muito raro, praticamente impossível de acontecer.

Os dois suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia do Rio Branco do Sul, também na região metropolitana de Curitiba, distante cerca de 10 km de Itaperuçu. Eles foram autuados por porte ilegal de arma, porte de maconha e direção perigosa. Um dos detidos tinha ordem de prisão expedido em 2012 – dez anos atrás.

Quanto ao cachorro, a Polícia Militar informou que não existem abrigos municipais para cães no município. Por isso, Caramelo não pôde ser acolhido e abrigado. Ele continua perambulando pelas ruas da cidade.

É uma pena que, mesmo tendo gerado alguns motivos de brincadeira e descontração, o cachorro não tenha encontrado um lugar para ser abrigado e ter uma vida digna. Ele parece ser um cachorro inteligente e bem comportado.

Caramelo não foi mais visto pelos agentes depois da operação policial: ele continua tentando sobreviver nas ruas de Itaperuçu, enquanto a polícia segue na sua missão de coibir e reprimir os crimes na cidade.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas