InícioCuriosidadesCadelinha ajuda seu pai humano trabalhando como "estátua viva" e encanta a...

Cadelinha ajuda seu pai humano trabalhando como “estátua viva” e encanta a todos

Uma cachorra do Ceará ajuda o seu pai humano, um artista de rua, a ganhar a vida como “estátua viva”.

O ditado que diz que “os cachorros são os melhores amigos dos humanos” pode ser bem batido, um lugar-comum. Mas os melhores amigos não são apenas aqueles que partilham bons momentos. Esta cachorra, por exemplo, se apresenta com o tutor, em performances de “estátua viva”, ajudando-o a ganhar a vida.

Há alguns meses, os turistas que passeiam na orla de Fortaleza, a capital do Ceará, se deparam o artista de rua Jorge Luís Ruiz. O jovem, nascido na Venezuela, se apresenta no calçadão da praia como “estátua viva”. Jasper, que, apesar do nome, é uma fêmea, ajuda a compor as poses.

cachorra-faz-estatua-viva-com-o-tutor

Jasper, a estátua

Jorge Luís se apresenta maquiado e vestido em preto e dourado. A figura surge majestosa e tranquila, em um perfeito contraponto ao dia claro e brilhante da capital cearense. As roupas pesadas contrastam com os trajes de banho de cearenses e turistas.

Jasper é uma cachorra de pequeno porte, com uma bela pelagem dourada. As tonalidades do pelo da cachorra combinam perfeitamente com as fantasias do artista, que, em gestos cadenciados e muito vagarosos, se transforma à frente da pequena plateia que se forma na areia.

Em poucos minutos, Jasper e Jorge recolhem as moedas e cédulas oferecidas pelos espectadores e partem para outro ponto da orla. Eles repetem as performances durante o dia inteiro, até retornaram para casa. Cansados, mas levando no bolso o pão nosso de cada dia.

cachorra-faz-estatua-viva-com-o-tutor

O mais impressionante das apresentações é que Jasper imita os gestos do artista – que é também o seu tutor. Mais do que isso, ela dá seguimento a cada atitude, como se a performance resultasse de muitas horas de ensaio.

A cachorra se mostra grave e solene. Ela não se distrai com o barulho das crianças que brincam na praia, nem dos carros que passam na avenida. Jasper também não se antecipa quando chega a hora de recolher as doações – ou melhor, os pagamentos pelo espetáculo oferecido pela dupla.

Jorge Luís e Jasper haviam desaparecido da orla de Fortaleza nos momentos mais críticos da pandemia de covid-19. O isolamento social não foi uma boa medida para os artistas de rua, apesar de ter sido fundamental para superar a calamidade sanitária que se abateu sobre o planeta.

cachorra-faz-estatua-viva-com-o-tutor

Nos últimos meses, no entanto, as duas estátuas vivas voltaram a fazer sucesso nas praias de Fortaleza. Com a retomada do turismo, elas devem conhecer dias melhores no verão que se aproxima. Jorge Luís e Jasper já estão preparando novas apresentações para distrair o “respeitável público”.

Os moradores de Fortaleza já conhecem o artista e a cachorra e recebem-nos na praia com a tradicional hospitalidade cearense. Para os turistas, as performances são um motivo a mais para ficar mais um pouquinho com o pé na areia.

As apresentações, que tiveram início em 2017, quando Jorge chegou ao Brasil, tendem a continuar por mais algumas temporadas. O artista criou páginas nas redes sociais para divulgar o trabalho e tornar Jasper conhecida pelo público. Eles são seguidos por mais de três milhões de internautas.

A estátua viva

Para quem não conhece, estátua viva ou estátua humana é uma performance realizada geralmente em locais públicos, em que artistas de rua imitam posições de esculturas famosas, como o Pensador (de Auguste Rodin), personalidades históricas, poetas ou personagens dos quadrinhos.

cachorra-faz-estatua-viva-com-o-tutor

Os artistas reproduzem as estátuas com movimentos estáticos, pausas sem movimento, mímica e muito controle sobre o corpo. É muito interessante observar Jasper repetindo os gestos e atitudes do tutor, como se realmente dominasse a técnica.

A estátua viva já era conhecida nas primeiras apresentações do teatro grego antigo, há cerca de 2.500 anos. Na Renascença italiana, grupos de pessoas passaram a representar telas e momentos históricos ou religiosos, como a Santa Ceia.

cachorra-faz-estatua-viva-com-o-tutor

No final do século 20, artistas circenses recepcionavam o público com recriações de pinturas e esculturas famosas. Mais recentemente, na década de 1980, Antônio Santos (aka staticman) retomou a estátua viva nas ramblas de Barcelona (Espanha). Em 1988, esse artista entrou para o Livro Guinness dos Recordes com o maior tempo de imobilidade: foram mais de 15 horas.

As estátuas vivas se espalharam pelo mundo, na esteira do sucesso de Antônio Santos.

Jorge Luís e Jasper, como se vê, são fiéis representantes de uma expressão artística milenar. Eles entretêm o público, proporcionam um motivo a mais para conhecer a bela capital cearense e obtêm o próprio sustento.

Amaury Almeida Costa
Amaury de Almeida Costa ([email protected]) é redator publicitário há mais de 30 anos. Escreve para diversos blogs desde 2008. Presente nas redes sociais desde a época do Orkut, foi editor da revista Animanews, sucesso editorial do final dos anos 1990, que trazia informações sobre pets – além de cães, gatos e aves, trazia informações sobre répteis, anfíbios, peixes e invertebrados de estimação.
RELACIONADOS

Últimas Publicações