Golden retriever viraliza ao brincar com boia de flamingo

Por: em

Cachorra aproveita o final do verão para brincar na água com uma boia de flamingo. Muito fofo!

Não poderia ser de outra forma: as imagens de um golden retriever fêmea brincando na piscina com uma boia de flamingo foram publicadas nas redes sociais e logo se tornaram uma febre, sendo curtidas e compartilhadas por milhares de internautas. 

O verão no hemisfério norte está quase terminando e, para quem passa dez meses por ano sem a saudável e agradável companhia do Sol, é hora de aproveitar todos os momentos. Como uma boa representante da raça golden retriever, Riley adora nadar, mas também aproveitar para relaxar, apenas boiando com o seu amigo flamingo. 

golden-retriever-viraliza-ao-brincar-com-boia-de-flamingo

A história de Riley 

Riley é uma golden retriever ainda filhote, que vive no sul da Flórida (EUA), onde o Sol brilha durante quase todo o ano. Mesmo assim, com o outono se aproximando, ela parece não querer perder a sensação de calor. 

Na verdade, Riley é uma cachorra bastante encalorada. Ele tem uma página no Tik Tok, @rileygoldenlife, em que os tutores possam vídeos com a cachorra tomando banho, brincando com mangueiras e, claro, mergulhando na piscina da família. A cachorrinha é seguida por mais de 116 mil pessoas e já recebeu milhões de curtidas. 

o vídeo do golden retriever brincando com a boia de flamingo já foi visualizado por mais de 7,6 milhões de internautas – 120 mil deles deixaram mensagens como “o cão tem uma vida melhor do que a minha”, “a vida que eu quero dar para os meus cachorros” e “o cachorro tem até um flamingo, e eu não”. 

Um internauta brincou com um possível pensamento de Riley, enquanto a cadelinha relaxa confortavelmente na piscina: “Cadê a minha água de coco, humano?”. O mais interessante é que a golden retriever sabe usar a boia e se mantém flutuando sem nenhuma dificuldade. 

Riley apoia os braços na câmara da boia e passa em frente à câmera dos tutores, flutuando na maior tranquilidade. As pernas esticadas mostram que a cadelinha está mais do que acostumada aos mergulhos na piscina. 

Para os mais preocupados – Riley não está usando boias salva-vidas – a cachorrinha está acostumada a nadar e mergulhar. De qualquer forma, ela parece estar sendo seguida pelos olhos atentos dos tutores, que estão a postos para qualquer eventualidade: não há risco de a golden retriever sofrer nenhum tipo de acidente. 

Natação para cachorros 

“Retriever”, em português, significa “resgatador”. Os golden retrievers, assim como os retrievers do Labrador e da Terra Nova, os cães d’água portugueses e os poodles, entre outros, são especialistas em natação: estas raças foram desenvolvidas para o resgate de aves abatidas por caçadores, que caíam em lagoas e pântanos. 

golden-retriever-viraliza-ao-brincar-com-boia-de-flamingo

Seja como for, qualquer cachorro tem habilidades naturais para nadar e mergulhar. Trata-se de um comportamento instintivo, que pode ser incentivado pelos tutores, com muitos benefícios para os peludos. 

Desde que não haja nenhuma contraindicação – é necessário conversar primeiro com o veterinário – a natação é bastante útil para os cachorros. O primeiro aspecto a ser considerado é a sociabilização: frequentar a piscina exige que os peludos interajam com humanos e outros cães. 

Isso favorece comportamentos positivos, como a obediência, e evita ou atenua aspectos de territorialidade, dominância, agressividade e violência. 

A natação é uma atividade aeróbica, que fortalece o sistema cardiorrespiratório, a musculatura, os ossos e as articulações. É importante lembrar que o impacto das atividades aquáticas é menor do que o das corridas e marchas, e isso previne algumas lesões. 

golden-retriever-viraliza-ao-brincar-com-boia-de-flamingo

Os exercícios físicos, de maneira geral, contribuem para desenvolver a inteligência canina. Na água, eles precisam tomar uma série de decisões para nadar, mergulhar, boiar, resgatar objetos, aproximar-se da margem, etc. Com isso, os cães são estimulados a organizar-se, estabelecer sequências, prever ações, etc. 

Relaxamento, queima de calorias e trabalho com diferentes músculos são outros benefícios da natação. Cães de mais idade, a partir dos cinco anos, também acusam melhorias no estado geral de saúde mental e física. 

Por fim, os convalescentes de traumas e os cães idosos podem recuperar movimentos e fortalecer diversos sistemas (cardíaco, respiratório, esquelético, cartilaginoso, muscular, etc.) em exercícios completos e de baixo impacto. 

Para os filhotes e adultos saudáveis, a natação ajuda a “gastar energia”. O exercício evita problemas de peso e garante boas noites de sono, especialmente para os animais mais agitados, ligados no 220V. Tudo isso, claro, se o cachorro gostar da brincadeira.