Cachorro é resgatado depois de três anos de tentativas

Foram três anos de tentativas até que esta mulher conseguiu resgatar um cachorro nos EUA.

Há três anos, uma mulher residente no norte da Califórnia (costa oeste dos EUA), saiu certa manhã para passear com o seu cachorro. Ela avistou um animal de grande porte vagando pelo desfiladeiro atrás de casa, mas não conseguiu atraí-lo.

Era um imenso mastim inglês. Os cachorros da raça chegam a pesar mais de 100 kg e atingem 90 centímetros de altura na cernelha. Eles foram desenvolvidos na Grã-Bretanha e são descendentes diretos dos molossos romanos, que acompanhavam os soldados imperiais em suas guerras de conquistas.

Idas e vindas

Kristine Munir entrou rapidamente em casa para pegar um pouco de ração. Ela acreditava que o cachorro estava perdido e precisava de algo que pudesse atrair a atenção. A americana tinha urgência, porque não queria perder o animal de vista.

cachorro-e-resgatado-depois-de-tres-anos-de-tentativas

Mas o mastim inglês não queria saber de conversa: ele se mostrou arisco e em poucos minutos desapareceu na mata – norte da Califórnia é famoso pelas florestas de sequoias, as maiores representantes do reino vegetal no planeta.

Ninguém apareceu na vizinhança procurando um cachorro com as características do gigante avistado por Kristine. A mulher entendeu que se tratava de um animal abandonado e tentou resgatá-lo – em três anos, foram diversas tentativas.

O cachorro de Kristine tinha uma casinha no quintal, apesar de nunca dormir fora de casa – era apenas um local para descansar entre as brincadeiras diárias. A mulher posicionou a casinha perto da cerca, na esperança de que o mastim inglês procurasse o abrigo.

A estratégia deu mais ou menos certo. O cachorro – que recebeu o nome de Lulu, realmente procurava a casinha para se aquecer nas noites frias, mas nunca era visto quando o dia clareava. A presença era denunciada apenas por pelos deixados no tapetinho que forrava a casa de cachorro.

cachorro-e-resgatado-depois-de-tres-anos-de-tentativas

A mulher americana é bastante persistente. Com ajuda do namorado Matthew Daughters, ela entrou na mata que circunda a propriedade algumas vezes, tentando localizar o esconderijo do cachorro abandonado, mas ele sabia esconder pistas.

Apesar do porte grande, o mastim inglês não deixava rastros e era difícil identificar a sua presença. Em algumas ocasiões, Kristine conseguiu visualizar o cachorro, mas ele rapidamente se ocultava entre as árvores.

O terreno atrás da casa é um aclive e a locomoção é relativamente difícil – poderia ser classificado como uma trilha de nível moderado de dificuldade. Enquanto Kristine tentava se mover pelo desfiladeiro, o cachorro corria rapidamente.

O animal dava mostras de que tinha sofrido maus tratos. Os cães quase sempre se relacionam bem com humanos, em quem confiam e facilmente estabelecem parcerias. Quando um deles se esconde e evita contato, é porque certamente teve experiências negativas com alguns humanos “do mal”.

cachorro-e-resgatado-depois-de-tres-anos-de-tentativas

Mas, se Lulu era arisco e escorregadio, Kristine era persistente – o termo correto, talvez, seja “teimosa”. Ela nunca desistiu de resgatar o animal. Afinal, os cães deixaram as florestas há milhares de anos para conviver com os humanos. Para a americana, não era justo deixá-lo exposto a tantos riscos e inseguranças,

Matthew e Kristine passaram a deixar alimentos diariamente para Lulu – eles queriam atraí-lo para a família, de qualquer forma. As muitas tentativas de resgate acabaram se tornaram um diário virtual, publicado em uma página especial do Facebook.

O cachorro acostumou-se a recolher os alimentos, mas não queria saber de aproximação. Então, Matthew bolou uma estratégia. Ele manteve o pacote de ração na sua mão e ficou escondido entre os arbustos. Lulu aproximou-se para pegar a comida e foi agarrado.

cachorro-e-resgatado-depois-de-tres-anos-de-tentativas

A “tática militar” não deu certo. Nas primeiras vezes, os resultados foram decepcionantes, mas o casal não sabia o significado da palavra “desistir”. Depois de algumas tentativas infrutíferas, Lulu finalmente foi capturado.

Kristine não conseguiu segurar as lágrimas de emoção, quando percebeu que o mastim inglês finalmente tinha sido pego. Foram três anos, nos quais o cachorro não desenvolveu nenhum tipo de relação com a dupla que tentava ajudá-lo.

Ao contrário do que se poderia pensar, no entanto, o cachorrão não tentou fugir. Kristine sentou-se no chão ao lado dele e começou a afagá-lo nas orelhas. Aparentemente, Lulu gostou do gesto de atenção e carinho.

cachorro-e-resgatado-depois-de-tres-anos-de-tentativas

O mastim inglês foi levado para dentro de casa, onde aprendeu (ou reaprendeu) a conviver com humanos. Em algumas semanas, Lulu já seguia Kristine e Matthew – ele tinha aprendido a confiar, mais uma vez, e estava gostando de ter amigos.

Depois de um período de treinamento, Lulu foi entregue aos cuidados de Laura e Molly, a nova família do peludo. O cachorro está bem, sendo cuidado e paparicado pelas novas tutoras. Para Kristine e Matthew, restou a satisfação do dever cumprido.

Veja o vídeo:

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas