Para promover adoção, jogadores de futebol entram em campo com cães abandonados

Por: em

Na Romênia, jogadores de futebol entram em campo com cães abandonados, para incentivar a adoção. 

A primeira divisão da Liga Romena de Futebol conta com 16 times. E neste início do campeonato, a federação do país decidiu promover uma campanha de adoção de cães: os jogadores estão entrando em campo acompanhados de filhotes e cachorros seniores para reduzir o número d animais abandonados no país. 

Seguir Cães Online no Facebook

Agora, além de conquistar troféus e medalhas, os jogadores de futebol da primeira divisão romena estão empenhados em atuar como elementos de transformação, inclusão social e respeito ao próximo – inclusive os animais. O projeto envolve abrigos de animais, órgãos governamentais, clubes e federações. 

A Romênia e os cães de rua 

A campanha promocional foi muito bem recebida por entidades internacionais de defesa dos direitos dos animais, especialmente por estar sendo realizada na Romênia, um país que, em 2013, promoveu o recolhimento forçado e o extermínio de centenas de cães abandonados. 

federacao-Romena-de-Futebol-entra-em-campanha-para-adocao-de-caes
Reprodução Facebook

De acordo com a legislação local, os animais recolhidos devem ser abatidos 14 dias depois do resgate, caso não sejam procurados pelos tutores ou por interessados em oferecer um lar provisório ou definitivo para eles. 

A ONG Save The Dogs, que atua em diversos países e está na Romênia desde 2012, comemorou a iniciativa da federação romena. A entidade, que realizou a primeira campanha de esterilização de cães no país, postou nas redes sociais: “Esta é uma mudança de rumo muito necessária para dar uma vida decente a quem realmente merece”. 

federacao-romena-de-futebol-entra-em-campanha-para-adocao-de-caes
Reprodução Facebook

O campeonato 

A Liga Romena deve se estender até o próximo inverno e, durante toda a edição 2021/22, a federação encontrou uma maneira original e criativa de incentivar a adoção responsável: todos os jogadores entram em campo carregando cachorros no colo. 

Todos os animais apresentados aos torcedores foram recolhidos nas ruas das principais cidades da Romênia, como Bucareste (a capital), Timisoara, Medgidia, Cluj-Napoca e Craiova, onde fica a arena mais moderna do país. 

O slogan da iniciativa é “Preencha o vazio de sua vida: adote um cão”. O campeonato começou oficialmente no dia 12.09.21, com um clássico: a partida entre o Steaua (FCSB) e o Dínamo, dois times de Bucareste. Os cachorros parecem não ter dado muita sorte para o Dínamo, que sofreu uma goleada de 6×0 – mas o que importa é promover a campanha de adoção. 

O projeto foi concebido pelo governo do Distrito de Ilfov, região no entorno da capital, onde foi identificado o maior número de cães abandonados nas ruas do país. A federação local encampou a campanha, apresentada na abertura do campeonato. 

Em paralelo à apresentação dos cães de rua, os representantes de Ilfov também aprovaram uma lei que proíbe a venda e o uso de fogos de artifício e bombas de fumaça durante os jogos do campeonato, para não assustar os animais – tanto nos estádios, quanto nas redondezas. 

Os cachorros deste primeiro jogo estão recolhidos em um abrigo situado na Comuna de Branesti (Ilfov). Eles são identificados por bandanas que trazem os nomes gravados. Os idealizadores pretendem que os animais, a cada jogo, sejam os escolhidos entre os resgatados na região do país em que as partidas são disputadas. 

As bandanas de identificação devem ser utilizadas durante todo o campeonato. Os torcedores, em casa ou no estádio, que se interessarem pelos cães podem entrar em contato diretamente com o abrigo, cujo nome é divulgado no início de cada partida, indicar os nomes gravados e candidatar-se à adoção. 

A campanha deverá ser reforçada por postagens nas páginas das redes sociais da Liga Romena e dos times participantes, muito acessadas, especialmente durante as partidas principais. De acordo com a federação, seis cachorros foram apresentados na primeira partida. 

Os jogadores podem optar por conduzir os animais com coleira e corrente, ou carregá-los no colo, mas, na primeira experiência, todos os cachorros estavam nos braços dos atletas – uma forma de demonstrar a docilidade e camaradagem dos peludos. 

Todos os cães que participarão da campanha, informou a federação, estão vacinados, esterilizados, vermifugados e prontos para adoção. A cada semana, serão apresentados animais de diferentes abrigos do país, para ampliar ao máximo o alcance deste projeto. 

O Brasil organiza dezenas de campeonatos de futebol durante o ano: apenas na primeira divisão – a elite do esporte – são 27 torneios estaduais e dois nacionais (são mais de 30 nas demais divisões regionais). A iniciativa romena poderia ser imitada aqui, para melhorar a vida dos peludos espalhados nas ruas e becos do país. 

Gostou? Siga o Cães Online no Facebook, Instagram e Google News