Os cachorros podem usar roupas?

Não há nada errado. Cachorros podem usar roupas, mas só em algumas situações específicas.

Cachorros podem usar roupas ou não? Quando se trata dos cachorros, este assunto é sempre polêmico. Muitos tutores gostam de vestir – e embonecar – os seus melhores amigos, enquanto outros consideram o hábito antinatural. Afinal, os cachorros podem usar roupas?

Não há nada errado em vestir os cães em algumas situações específicas. Roupas e acessórios certamente não são naturais – não existem boutiques na mata. É preciso considerar, no entanto, que faz muito tempo que os cachorros deixaram as matas, para acompanhar os humanos.

Os cachorros podem usar roupas?

Calor e frio

Desta forma, eles passaram a viver nas mais diversas latitudes. Enquanto o husky siberiano se adaptou às estepes geladas da Rússia (mais tarde, também do Alasca), o basenji se adaptou à floresta equatorial africana: ele é nativo da República Democrática do Congo, um país cortado pela linha do Equador.

Há décadas, no entanto, cachorros de praticamente todas as raças são adotados por lares em diferentes países. No Brasil, por exemplo, é comum encontrarmos samoiedas (também siberianos), boiadeiros australianos, chihuahuas mexicanos, salukis eg

ípcios e até cães de crista chineses, além dos muitos representantes das raças europeias, como poodle, pastor alemão, rottweiler, etc.

Os ancestrais destes peludos viviam em condições climáticas totalmente diferentes e, como as raças caninas são preservadas (quase não há mestiçagem), eles permanecem adaptados para o frio, o ambiente úmido e as altas altitudes elevadas.

Os cães que vieram do frio não precisam de roupas no nosso inverno, que é bastante ameno. Mas os que chegaram de regiões mais quentes, os de pelo curto (ou pelo nenhum, como o pelado mexicano) e os com pouca gordura corporal (como os galgos) agradecem quando são aquecidos.

Quando usar roupas em cachorros?

Os cachorros não escolhem materiais e acabamentos, nem se incomodam com marcas e grifes. Desde que as roupas sejam confortáveis, quentes e, em alguns casos, impermeáveis, está tudo bem para eles.

Portanto, desde que a roupa seja de boa qualidade, facilite a vida e proteja os peludos, fica a critério dos tutores gastar mais ou menos com os itens. O tamanho e a variedade do guarda-roupa também falam mais sobre os humanos do que sobre os usuários das peças.

Os cachorros podem usar roupas nas seguintes situações e condições:

  • quando sentem frio – os cães peludos não precisam de roupas (mas podem ficar felizes com cobertores e camas quentinhas). Os animais de pelo curto (como o pug e o dálmata) e pouca gordura corporal (como o whippet e o greyhound) agradecem quando são vestidos nos dias mais frios do ano.
Os cachorros podem usar roupas?

As roupas especiais para cães são muito úteis durante as caminhadas (as botas são indicadas inclusive nos horários mais quentes, para não machucar as patas caninas) e também nas longas noites de inverno, em que os cachorros ficam menos agitados;

  • quando estão ansiosos – para muitos cachorros, o fato de estar vestindo uma roupa evoca a presença dos tutores, que está sempre relacionada ao conforto e à proteção. A pressão exercida pelos tecidos é de algum modo semelhante ao contato direto com as mãos dos amigos humanos.

As faixas usadas para acalmar os cães durante tempestades com raios e trovões (e também nos feriados e finais de campeonato, em que o ruído dos fogos de artifício) nada mais são do que roupas tranquilizantes. O animal se sente minimamente confortável e protegido;

  • em períodos de recuperação – algumas peças são indicadas durante o tratamento de alergias e dermatites. Elas aliviam os sinais (coceira, irritação na pele, etc.) e também conferem sensação de proteção e conforto.

Os animais convalescentes normalmente são pouco ativos e, por isso, podem sentir mais frio. Uma cama limpa e confortável, aliada a algumas peças quentes, melhora o conforto térmico dos cachorros e garante o bem-estar;

  • em ocasiões especiais – a critério dos tutores, os cachorros podem usar roupas em ocasiões especiais, como o aniversário e alguns feriados, como o Carnaval. Os pets não fazem ideia do que está sendo comemorado, mas a alegria e o entusiasmo acabam contagiando todos.

Com os devidos cuidados, os cachorros podem usar chapéus de festa, adaptações de trajes sociais, fantasias, etc. Em uma festa de aniversário, todos os convidados podem comparecer a caráter. A diversão será maior entre os humanos, mas, se houver brincadeiras e jogos, os peludos também poderão aproveitar;

  • para fazer bonito nas redes sociais – muitas pessoas publicam boa parte da vida nas redes sociais. As críticas quase sempre apontam para superficialidade e frivolidade, mas ninguém pode julgar o caráter de ninguém.

Se o tutor se sente feliz em postar fotos do cachorro com roupas, acessórios, enfeites, fantasias, etc., não há motivo para recriminação, especialmente quando o pet parece estar no mesmo clima do seu humano favorito.

Quando não usar roupas em cachorros?

Alguns momentos justificam o uso de roupas pelos cachorros. Os motivos principais são o frio e o alívio de algumas situações prejudiciais, como a ansiedade. Em outras ocasiões, eles também podem servir como modelos para mostrar a criatividade dos tutores, mas há exceções.

Um antigo ditado diz que “agasalho é que a mãe manda a criança vestir quando ela (a mãe) está sentindo frio”. Exageros à parte, é óbvio que as roupas devem ser dispensadas nos dias quentes e nos ambientes aquecidos,

Nas seguintes condições e situações, o cachorro não deve usar roupas:

  • quando está com medo ou infeliz – quando o cão sente algum medo, o tutor precisa investigar as causas e mostrar que não há nenhum risco. Algumas situações, no entanto, são insuperáveis. É o caso do medo da chuva com trovoadas, por exemplo.

Durante uma tempestade, o cachorro deve apenas ficar em um local tranquilo, um esconderijo especial. Se o tutor correr para acalmá-lo a cada cinco minutos, ou se vestir roupas somente para tranquilizá-lo, o peludo acabará associando o comportamento à recompensa e passará a exibir os sinais sempre que quiser ou precisar de alguma coisa;

  • quando a roupa causa desconforto – assim como ocorre com os bebês humanos, os cachorros precisam de roupas funcionais, que os protejam do frio e da chuva. Gravatas apertadas e mangas compridas demais não fazem parte da lista.

As roupas também não podem ser pesadas demais, nem tolher os movimentos. Pode até parecer gracioso vestir o cachorro com rendas e babados, mas, para quem passa a maior parte do tempo nu, é extremamente desagradável ter de carregar 10% do peso (ou mais) em roupas. Algumas peças atrapalham o olfato e a audição, podendo até mesmo provocar acidentes;

Em resumo, os cachorros podem e devem usar roupas, se isto os deixa confortáveis e faz os tutores mais felizes. As roupas, vale repetir, devem ser funcionais e servir a um propósito real, e não apenas à vaidade.

Os tecidos desconfortáveis (alguns chegam a causar irritações na pele e queda dos pelos), os acessórios excessivos, muito grandes ou pesados e as roupas que impeçam o livre movimento precisam ser obrigatoriamente evitados.

Por livre movimento, deve-se entender a capacidade plena de andar, trotar, correr, pular, superar obstáculos. Os cachorros não são bonecos e, por mais divertidos e fofos que possam parecer, alguns trajes deixam os peludos extremamente tristes e incomodados.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas