Cachorro adotado não consegue parar de sorrir

Ele viveu dias ruins. Quando finalmente foi adotado, este cachorro não conseguia parar de sorrir.

Sanford passou por algumas experiências muito ruins vivendo nas ruas. Quando foi recolhido a um abrigo no Texas (sudoeste dos EUA), ele tinha vários problemas causados por um atropelamento, e também foi identificado um ferimento a bala na perna direita.

Depois de recuperado, quando finalmente foi adotado, Sanford não conseguia mais parar de sorrir, num misto de surpresa, felicidade e alívio. A atual tutora do cachorro o descreve como “o cachorro mais feliz do mundo”.

cachorro-adotado-nao-consegue-parar-de-sorrir

Este é Sanford

“Basicamente, quando está comendo ou dormindo são os únicos momentos em que ele não sorri”, resumiu a tutora Karen Velásquez, em entrevista ao site The Dodo, especializado em histórias sobre animais de estimação.

Sanford já foi descrito, pela equipe de resgate e pelos veterinários que o socorreram, como um “broken dog” (“cachorro quebrado”, em tradução livre). Ao chegar ao abrigo em Dallas, ele estava doente, ferido, com pulgas e carrapatos. Era muito desconfiado e arisco, evitando os carinhos e até mesmo contatos visuais.

cachorro-adotado-nao-consegue-parar-de-sorrir

Karen Velásquez é uma ativista dos direitos dos animais. Ela acolhe diversos cães e gatos e os abriga em casa, até encontrar lares definitivos para os peludos. Mas, pelo com toda esta experiência, Sanford a surpreendeu positivamente:

“Estou atualmente no meu 52º filho adotivo e posso dizer com sinceridade que nunca vi um cachorro tão alegre como Sanford. Ele me olha de uma maneira que nenhum outro cachorro ou humano jamais olhou para mim.”

Mas, antes da ajuda de Karen, Sanford precisou de todo o apoio que pôde encontrar. Ele havia sido encontrado na rua alguns meses antes do encontro com a tutora. Testemunhas acionaram o serviço de zoonoses da Prefeitura de Dallas, informando sobre um animal atropelado.

O animal foi recolhido e encaminhado a um pequeno abrigo na cidade. O acidente o havia deixado impossibilitado de andar e também havia marcas de um ferimento a bala na pata traseira direita do peludo.

cachorro-adotado-nao-consegue-parar-de-sorrir

Sanford passou uma semana no abrigo municipal e, como o local contava com poucos recursos, ele não recebeu atendimento médico nesse período. Um voluntário do Dallas Dog RRR (Rescue, Rehab & Reform) encontrou o peludo no abrigo e sabia que precisaria tomar alguma medida.

O cachorro inspirava cuidados e, por isso, o Dallas Dog RRR transferiu-o para o santuário da entidade. De acordo com o diretor executivo Kerry Anechiarico, ele estava fisicamente muito debilitado e evitava qualquer contato com humanos. “É quase como se ele tivesse desistido de viver, estava apenas esperando a sua hora chegar”, afirmou Kerry ao The Dodo.

Sanford ficou duas semanas internado, em tratamento médico. Ele recebeu todas as vacinas e também foi vermifugado, desparasitado e castrado. Alguns dias depois da alta hospitalar, ele finalmente foi recebido na casa de Karen.

cachorro-adotado-nao-consegue-parar-de-sorrir

Sanfee, como é carinhosamente chamado pelos mais íntimos, parece ter encontrado a segurança e o bem-estar na casa da nova tutora. Ele provavelmente percebeu que, depois de tanto tempo nas ruas, ele tinha um lugar para chamar de seu. E estava muito feliz, fazendo questão de demonstrar a alegria a todo momento.

O “cachorro quebrado”, como foi descrito pelos resgatadores, passa agora os dias brincando com os (muitos) irmãos, comendo comida caseira, fazendo caminhadas diárias no parque e dormindo tranquilamente na sua almofada preferida.

Sanford não foi oficialmente adotado pela família Velásquez. Karen pretende encontrar um novo lar para o peludo, para que ele realmente possa ficar muito feliz em sua casa. Por enquanto, ele faz questão de agradecer com lambidas e muito carinho.

O peludo já está com dez anos, de acordo com avaliação dos veterinários. Trata-se, portanto, de um cachorro idoso. Mas Sanford não parece ter esta idade. Muitas vezes, ele se comporta com a energia e a curiosidade de um filhote. É possível que, eliminados os anos de abandono, ele realmente seja apenas um cachorrinho.

Em geral, ele se comporta como um cão adulto saudável. Ele gosta muito de interagir com humanos, mas, se não receber atenção, ele apenas fica ao lado, fazendo companhia. Os novos tutores de Sanford levarão um excelente amigo para casa.

O Dallas Dog RRR continua procurando um lar para Sanford. O cachorro se dá bem com outros pets e com humanos, inclusive crianças. Mas não há pressa na adoção: ele está bem adaptado na casa de Karen, apesar de ter de dividir os espaços com algumas dezenas de irmãos.

Receba notícias e histórias do Cães Online no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/caesonline.

Postagens Relacionadas