Cachorra ciumenta também quer um curativo depois que seu irmão machucou a pata

Ela viu o irmão com um curativo. A cachorra ciumenta não sossegou até ganhar um igual.

Os cachorros são leais e não se importam de dividir as atenções, agrados e mimos dos tutores. Mesmo assim, eles podem ser ciumentos. Esta cachorra, por exemplo, não se conformou em ser deixada de lado quando o irmão se machucou e precisou de cuidados. Para “apaziguá-la”, foi preciso providenciar um curativo igual ao aplicado no cachorrinho ferido.

Mabel é uma cachorra de três anos que se acostumou a ser o centro das atenções da família. Durante a maior parte da vida, ela foi “filha única”, até que os tutores resolveram estragar a festa e arranjar um irmãozinho.

Mabel e Milo

Mabel é uma golden retriever mestiça que vive em Winona, Minnesota (norte dos EUA), e estava muito feliz na companhia da mãe, Carrie Bartsh. Como “cachorra única”, ela tinha todas as atenções da mãe humana.

A cachorra tinha de suportar a presença da gata da família, mas a independência felina garantia a distância necessária e não gerava grandes atritos. Então, Carrie encontrou um filhote e se apaixonou por ele. Milo, o novo membro da família, é um goldendoodle (resultante de cruzamento entre golden retriever e poodle).

Carrie tenta dar a mesma dose de atenção aos dois cachorros, mas Mabel não gostou nem um pouco de perder a exclusividade. Além disso, ela já é adulta e teve de começar a concorrer com um filhote fofo e indefeso.

Os dois são ciumentos e percebem quando o outro está recebendo “atenção indevida”. Quando estão sozinhos, eles brincam e tiram longas sonecas juntos. Os problemas começam quando os cães decidem disputar o monopólio sobre a tutora.

Mabel, no entanto, exige muito mais. Alguns meses atrás, a gata da família teve uma infecção no ouvido e teve de receber medicação. Todas as vezes que Carrie se aproximava com o frasco de remédio, a cachorra já se postava à frente da bichana, pronta para receber as suas gotinhas na orelha também.

Mais recentemente, foi a vez de Milo requisitar cuidados de enfermagem. Ele machucou a pata traseira esquerda em uma brincadeira. Foi apenas um pequeno corte, mas o pezinho do cachorro teve de ser enfaixado por alguns dias.

O labradoodle se mostrou ainda mais manhoso e carente com o curativo na pata. Ele ficou vários dias praticamente imóvel, acompanhando Carrie apenas com os olhos – e qualquer pessoa que já foi seguida pelo olhar pidão de um cachorro sabe como é difícil resistir.

Milo também arrancava o curativo diversas vezes ao dia, obrigando Carrie a refazer a imobilização. Mabel não deixou por menos: ela quis porque quis receber também uma gaze enrolada na pata.

Mabel não tinha dado muita atenção ao machucado do irmão, até que a tutora voltou com os suprimentos necessários para limpar e higienizar o corte. Quando ela percebeu que o cachorro estava sendo paparicado indevidamente, postou-se entre Milo e a tutora, pronta para ser “consertada” também.

Ela afastou o irmão, deitou-se de barriga para cima e fechou os olhos, mostrando que também precisava de cuidados urgentes. A tutora tentou afastá-la algumas vezes, mas não teve jeito: a cachorra não sossegou enquanto ela não ganhou um curativo.

Obviamente, o curativo da cachorra não a impedia de se mover pela casa, mesmo porque ela não estava sentindo nenhuma dor nem incômodo. Mesmo assim, a cachorra passou boa parte do tempo deitada no chão e, quando percebe alguém se aproximando, faz questão de gemer e choramingar.

Carrie tem certeza de que Mabel encenou o papel de “cachorra machucada e dolorida”. De qualquer maneira, ele é uma excelente atriz e ganhou a atenção e foi muito paparicada durante todo o tempo que durou o tratamento de Milo.

Mabel certamente quer todos os holofotes voltados para ela. Quando Carrie não está por perto, ela se levanta e faz tudo o que quer. Ao ser observada, ela se deita novamente e chega a apontar o curativo falso – a tutora usou apenas a embalagem vazia da gaze usada para tratar Milo.

Nas redes sociais, Carrie postou fotos dos dois peludos e confessou: “Eu tive que rir de mim mesma. Quem coloca curativos falsos em um cachorro ciumento?”. As imagens viralizaram e muitos internautas lembraram episódios de ciúme envolvendo cachorros.

Postagens Relacionadas