Cachorro fica fascinado com uma ninhada de patinhos e não cansa de olhá-los

O cachorro sempre gostou de animais, mas agora está fascinado pelos patinhos da granja.

Neptune é um pastor alemão bastante popular em sua cidade. Ele vive em uma granja Saint Martins, uma paróquia no sudeste da Escócia e sempre se destacou por gostar de pequenos animais. Atualmente, Neptune está fascinado por uma ninhada de patinhos.

O cachorro apresenta um temperamento diferente dos demais. Ele adora brincar com crianças e passa muito tempo com pintinhos, gatos e patos na propriedade da família. Mais brincalhão do que protetor e defensor, Neptune está empenhado em fazer amizade com os patinhos recém-nascidos.

cachorro-fica-fascinado-com-uma-ninhada-de-patinhos

Neptune e os patinhos

Talvez o nome tenha influenciado o cachorro em sua predileção pela água (Netuno é o deus dos mares na mitologia greco-romana). Seja como for, Neptune ficou hipnotizado quando viu os patinhos deslizando na água pela primeira vez.

Era apenas uma poça, mas os patos tendem a seguir a mãe assim que nascem, mergulhando em lagos e riachos. No Brasil, costuma-se deixar os ovos de pata aos cuidados das galinhas, evitando, desta forma, que os filhotes desapareçam nas águas logo depois do nascimento.

Neptune adquiriu o hábito de contemplar os patinhos logo que eles nasceram. As aves foram chocadas artificialmente e, assim que emplumaram, os tutores do cachorro as levaram para um pequeno lago.

Desde então, o pastor alemão segue os movimentos dos novos amigos. Em algumas ocasiões, ele chega a passar o dia inteiro apenas observando os patinhos: se alguém quiser saber onde está Neptune, basta seguir o barulho das aves grasnando.

cachorro-fica-fascinado-com-uma-ninhada-de-patinhos

Neptune está sempre junto aos patinhos. Ele observa atentamente as aves deslizando suavemente na água, bate as patas e parece se divertir muito com os novos amigos – eles são mais de uma dezena – que já se familiarizaram com a presença do cachorro: elas não ficam silenciosas, nem alteram os movimentos quando o peludo se aproxima.

Os pastores alemães geralmente são dominantes e querem organizar tudo que veem à sua volta. Neptune, no entanto, parece satisfeito em apenas contemplar os amigos, que estão começando a descobrir o mundo.

Ele observa com bastante cuidado o nado, os mergulhos ainda tímidos, as tentativas de voar, e está encantado com os novos companheiros de penas. Observar a paciência de Neptune acaba sendo uma boa forma de relaxamento e descontração: é impossível ficar tenso olhando o pastor alemão interagindo com os seus patinhos.

O pastor alemão foi desenvolvido, como diz o nome, para o pastoreio (especialmente de ovelhas). Os cães da raça, no entanto, são muito versáteis e inteligentes; por isso, acabaram sendo empregados nas mais diversas funções, da caça ao resgate de vítimas em acidentes, passando pelo auxílio em terapias e farejamento de drogas, armas e contrabando.

cachorro-fica-fascinado-com-uma-ninhada-de-patinhos

Neptune, ao que tudo indica, está se especializando em ser babá de aves. É notável observar que os próprios patinhos se acostumaram à presença do cachorro, que, em outras condições, seria um predador dos seus pequenos amigos.

Neptune chega a cochilar enquanto acompanha os movimentos dos patinhos, nadando de um lado para outro. Ele se deita à margem do pequeno lago, faz uma cara doce, segue o alegre qua-quá e acaba adormecendo, ignorando o desconforto do solo úmido.

O pastor alemão revela, com o seu comportamento dócil e muito gentil, ser um animal muito especial. A maioria dos cães, mesmo gostando da companhia de outras espécies, quase sempre exibe comportamentos mais brutos.

Neptune, ao contrário, é a própria personificação da tranquilidade. Os patinhos estão acostumados com a presença do amigo improvável. Eles não sabem, mas ter um pastor alemão por perto é garantia de segurança total: nenhum predador se atreveria a atacar as aves com um guardião desse porte, mesmo que o peludo pareça estar apenas se divertindo e contemplando a natureza.

Amizades entre animais de espécies diferentes não são estranhas. Existem diversos relatos de cães compartilhando brincadeiras e explorações e, em casa, muitos tutores são testemunhas da camaradagem que se estabelece entre cães e gatos, tidos como inimigos irreconciliáveis.

O mais interessante na história de Neptune é que ele não brinca com os patinhos, nem procura defendê-los de eventuais perigos. O pastor alemão está realmente fascinado, talvez por causa dos movimentos sincronizados, lentos e harmoniosos dos amigos emplumados.

Veja o vídeo deste momento lindo:

Postagens Relacionadas