Isso é o que acontece com a pata do seu cão quando o pavimento está muito quente

Confira orientações para proteger seu bichinho de estimação durante os passeios na rua.

Todos os cuidadores de animais sabem das precauções que deve-se tomar ao levar os cães para passear. Oferecer bastante água durante as caminhadas e nunca deixá-lo trancado dentro do carro, nem mesmo em dias em que não parece tão quente. Mas, para a surpresa das pessoas, muitos ainda não entendem que as patas dos cachorros não são a prova de asfalto quente. As consequências podem ser dolorosas e terríveis.

proteger-patas

A HSUS – Humane Society dos Estados Unidos, alerta que é mais aconselhável passear com os animais de estimação na grama, se possível. A empresa de treinamento para cães, Moon Valley, também dá dicas para saber se a temperatura do pavimento está segura para passear com o cão. A orientação é colocar a palma da mão sobre o asfalto, se não conseguir ficar com ela encostada por mais de cinco segundos significa que está muito quente para os pés do seu cachorro.

proteger-patas-caes

Se engana quem pensa que no inverno não precisa fazer o teste. O gelo também pode queimar as patinhas. Além disso, há dias da estação em que o sol está bem quente, por isso é aconselhável passear com os animais em horários mais frescos. Se andar no pavimento quente for inevitável é melhor calçar botas especiais para cães. Também existem ceras destinadas a patas sensíveis ao calor.

botas-caes

Essas dicas parecem óbvias, pois é só usar o bom senso. Se alguém nota que está muito quente, a ponto da própria pessoa não suportar o mormaço, imagine por a sola dos pés no pavimento quente. Infelizmente há pessoas que só pensam em si mesmas, não se lembram de que o animal precisa de cuidados e pode ser tão frágil como qualquer outra pessoa. Também é uma oportunidade para ensinar as crianças, pois elas gostam de passear com os cães, mas não tem noção de como o chão pode queimar as patinhas de seu bicho de estimação.

Pense nisso e realize o teste sempre que for passear com seu cãozinho e sensibilize as crianças a se preocuparem com isso também, na hora de caminhar com eles.  Compartilhe este artigo e espalhe essas informações com outros cuidadores de animais para que todos se conscientizem com a causa e tomem mais cuidado na hora caminhar com seu amigo de quatro patas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *